PUBLICIDADE

Marc Márquez mostra admiração e surpresa por Rossi seguir na MotoGP mesmo em má fase

Valentino Rossi e Marc Márquez são dois campeões mundiais que vivem fase ruim. O espanhol, porém, disse que admira a persistência do rival por seguir na MotoGP, mesmo longe de pódios e vitórias

19 jun 2021 04h20
ver comentários
Publicidade
Marc Márquez
Marc Márquez
Foto: Repsol / Grande Prêmio

Valentino Rossi está com 42 anos e em sua 26ª temporada no Mundial de Motovelocidade, mas longe de bons resultados. Com a equipe SRT, marcou apenas 15 pontos nas primeiras sete corridas da temporada e nunca esteve próximo de chegar no pódio. Marc Márquez, por outro lado, está voltando de uma grave lesão, mas espera não chegar na má fase do colega de grid.

Em recente entrevista, Jorge Lorenzo afirmou que gostava mais de vencer do que correr. Questionado se compartilhava da mesma visão, Márquez tentou contemporisar a declaração do ex-companheiro de time.

"Uma das minhas motivações aqui é porque eu gosto de saborear pódios, vitórias e ser competitivo. Assim que eu sentir que não posso ser competitivo e brigar pelas primeiras posições, é hora de reconsiderar muitas coisas", afirmou o hexacampeão da MotoGP.

Valentino Rossi vive má fase em 2021
Valentino Rossi vive má fase em 2021
Foto: Divulgação/MotoGP / Grande Prêmio

LEIA TAMBÉM

"Na atual situação, tenho algumas limitações que estou trabalhando e meu objetivo é ter motivação extra para chegar ao nível do passado. As emoções são um combustível, um extra e todo vencedor precisa disso. Especialmente por essa razão, estou muito surpreso e admiro, mas fico também surpreso, com a maneira que Valentino aceita isso porque ele está andando, não possui muitas opções, mas está curtindo. Ou faz parecer que está curtindo. Na posição dele, não consigo imaginar seguir no campeonato e não ter sequer uma chance de estar no pódio", finalizou.

Rossi estava presente na coletiva de imprensa em Sachsenring e deu sua visão sobre a situação após a fala de Márquez. "Quando falo sobre essas coisas, eu sempre tento deixar bem claro. Este ano continuei porque esperava ser mais competitivo, talvez não lutar pelo título mundial, mas estar lá em cima, ter boas corridas e ficar no top-5. Talvez conseguir um pódio em um dia bom, mas ficar próximo e ser protagonista", pontuou.

"Então, na minha cabeça faz sentido, mas os resultados são piores do que esperávamos e, claro, não gosto de correr para chegar em 16º ou 20º", encerrou o italiano.

A MotoGP volta às pistas neste fim de semana para a disputa do GP da Alemanha, em Sachsenring, oitava etapa da temporada 2021. Acompanhe a cobertura do GRANDE PRÊMIO sobre o Mundial de Motovelocidade.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade