PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Motociclismo

Gresini elogia dupla para 2023 e foca em "seguir surpreendendo" na MotoGP

Chefe da Gresini, Nadia Padovani tem altas expectativas para a MotoGP 2023 com o novo line-up formado por Álex Márquez e Fabio Di Giannantonio

21 jan 2023 - 11h28
Compartilhar
Exibir comentários
Nadia Padovani tem boas expectativas para 2023
Nadia Padovani tem boas expectativas para 2023
Foto: Gresini / Grande Prêmio

A temporada de 2022 foi muito positiva para a Gresini, sobretudo por Enea Bastianini, que chegou à reta final do campeonato com chances de título. Agora, a chefe da equipe, Nadia Padovani, deposita todas suas expectativas no line-up 50% repaginado da equipe, com Fabio Di Giannantonio e Álex Márquez.

"Estamos muito entusiasmados com esta nova aventura. 2022 foi incrível em todos os sentidos, mas a ideia é continuar melhorando e surpreendendo. Somos uma equipe jovem com grandes ambições: Fabio terá a chance de mostrar todo o seu potencial em seu segundo ano, e Alex está ansioso para voltar ao palco", disse ela.

Relacionadas

Alonso destaca energia e motivação da Aston Martin: "Atmosfera muito especial"
As corridas do fim de semana na TV e no streaming: 13 a 15 de janeiro
Carne nova! 'Será corre-corre de fábricas para entrar na Fórmula 1'

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

A moto de Álex Márquez para 2023
A moto de Álex Márquez para 2023
Foto: Gresini / Grande Prêmio

"Faremos o possível para garantir que ambos tenham sucesso. Hoje é quase um regresso à normalidade com uma apresentação tão importante e com as pessoas a juntarem-se a nós: um grande agradecimento aos patrocinadores e a toda a equipe que trabalhou arduamente para estarmos prontos", encerrou.

O caçula dos irmãos de Cervera guiou apenas motos Honda até aqui, mas é um daqueles casos de quem 'caiu para cima'. O irmão de Marc tinha um contrato de fábrica com a Honda, mas a RC213V não está em um bom momento em termos de competitividade, enquanto que a Desmosedici tem sido a melhor do grid nos últimos anos.

Assim, Álex tem diante de si a oportunidade da carreira: é a chance de assumir uma moto altamente competitiva, descolar do caminho feito pelo irmão e mostrar a que veio na MotoGP. No entanto, ele tem também uma enorme responsabilidade: preencher o lugar deixado vago por Bastianini, o que não será fácil, já que o italiano foi muito bem com a equipe fundada por Fausto Gresini.

Do outro lado da garagem, segue Fabio Di Giannantonio. Escolha original de Fausto apesar de não ter feito nada tão brilhante assim nas classes menores, o italiano vai para o segundo ano na divisão principal tendo no currículo uma inesperada pole-position no GP da Itália, o oitavo lugar no GP da Alemanha como melhor resultado de 2022 e a 20ª colocação no Mundial de Pilotos.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

Grande Prêmio
Compartilhar
Publicidade
Publicidade