0

Um jogo não nos abala: o pensamento do Palmeiras para esquecer o Dérbi

Jogadores enfrentaram e venceram o Bragantino, nessa segunda-feira, dispostos a provar que as críticas pela derrota para o Corinthians não demonstram o real valor da equipe

12 fev 2019
10h02
  • separator
  • comentários

Desde o dia 2, quando perdeu para o Corinthians por 1 a 0, no Allianz Parque, o Palmeiras foi alvo de críticas consideradas exageradas no elenco. O técnico Luiz Felipe Scolari lembrou aos comandados que, nos últimos 16 jogos, foram só duas derrotas - no clássico e para o Boca Juniors, na semifinal da Libertadores, em 24 de outubro. Contra o Bragantino, nessa segunda-feira, o pensamento dos atletas foi de que o Dérbi não pode abalar o atual campeão brasileiro.

Jogadores entraram em campo dispostos a provar que não mereciam tantas críticas (Ale Vianna/Eleven)
Jogadores entraram em campo dispostos a provar que não mereciam tantas críticas (Ale Vianna/Eleven)
Foto: Lance!

- Nós nos cobramos bastante. Tivemos uma semana cheia para trabalhar e conseguimos fazer um bom jogo. Não podemos nos abater por causa de um jogo. Acontece de perder no campeonato. Mostramos, mais uma vez, que somos muito fortes. Prevalece a luta da equipe toda. O que o Felipão vem batendo na tecla sempre é que merecemos estar vencendo e o que estamos vivendo. Não é um jogo que vai nos abater - contou Thiago Santos.
A vitória por 2 a 0 sobre o Bragantino, no Pacaembu, realmente, foi a melhor atuação do time na temporada, em seu sexto jogo em 2019. A equipe controlou a partida e, inclusive, perdeu diversas oportunidades para ampliar o placar. Agora, nos últimos 16 jogos do time, são nove vitórias, cinco empates e duas derrotas. E a sensação de que o Dérbi ficou para trás.

- Voltou ao normal. Não se pode criar um princípio de tumulto porque perdemos um clássico. É claro que gostaríamos de vencer, mas em 15, 16 jogos, duas derrotas. Precisamos ter tranquilidade, saber que precisamos melhorar nesses confrontos, clássicos e jogos importantes. Pecamos em alguns momentos. Mas com tranquilidade para trabalhar, dar a volta por cima e mostrar que não está tudo errado - definiu Moisés.

- Conseguimos uma grande vitória. Nós nos recuperamos em um jogo no qual só tínhamos a perder. Ganhando, é porque ganhamos do Bragantino. Se perdêssemos, ia instalar uma crise gigantesca. O importante era a vitória - completou o meio-campista.

- Ficamos tristes. Não só nós, como diretoria e torcedores, por ter perdido um clássico. Mas é só o começo do ano. Sabemos que temos muitos jogos, vamos jogar muitas vezes ainda, outros clássicos. Temos de fazer o que não conseguimos contra o Corinthians para poder vencer - opinou Dudu.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade