1 evento ao vivo

Goleiro com celular era para campanha de conscientização

O goleiro do Atlético Paranaense Santos pegou celular em campo antes da partida com o Atlético-MG em campanha de conscientização para o Maio Amarelo

14 mai 2018
11h39
atualizado às 11h59
  • separator
  • comentários

Neste último domingo, no duelo entre Atlético-PR e Atlético-MG na Arena da Baixada, pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro, o goleiro Santos, do Furacão, surpreendeu com um ato que chamou bastante a atenção.

O arqueiro apareceu mexendo no celular no início da partida, dentro de campo, algo que poderia prejudicar a sua atenção e colocar seus companheiros do Atlético-PR em risco.

Goleiro Santos causou estranheza com sua atitude antes do jogo do Atlético-PR (Reprodução SporTV)
Goleiro Santos causou estranheza com sua atitude antes do jogo do Atlético-PR (Reprodução SporTV)
Foto: Lance!

O ato inusitado, porém, faz parte de uma campanha da Uber e do Atlético-PR para o Maio Amarelo, para alertar a população sobre o quanto este hábito pode ser perigoso em outro lugar, no trânsito.

- O que eu fiz em campo é igual ao que milhares de pessoas fazem todos os dias no carro. Só que se envolver em um acidente de trânsito, é muito mais perigoso do que tomar um gol - explicou o goleiro Santos, que aproveitou a indignação que sua atitude gerou para pedir que as pessoas parem de usar o celular enquanto dirigem.

- Na Uber, nós trabalhamos constantemente para tornar as cidades mais seguras e apoiamos iniciativas que colaborem com um trânsito mais seguro. Tentamos mostrar com essa ação para o Maio Amarelo que se envolver em um acidente de trânsito pode ter consequências muito mais permanentes. E milhares de pessoas assumem esse risco todos os dias, por usar o celular enquanto dirigem - completou Fabio Plein, gerente geral da Uber para região Sul.

Hoje em dia, no Brasil, são mais de 400 mil acidentes nas estradas todos os anos, conforme dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Usar celular na direção é uma das principais causas de mortes no trânsito no país. De acordo com a Associação Brasileira de Medicina do Tráfego, a Abramet, são cerca de 150 mortes por dia, quase 54 mil por ano. Assim, a Uber em parceria com o Clube Atlético Paranaense, decidiram levar essa discussão para os gramados de futebol, onde tudo o que acontece vira notícia no país em questão de minutos.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade