0
Logo do Palmeiras
Foto: terra

Palmeiras

Galiotte diz que Felipe Melo exagerou com Cuca, mas elogia o jogador

Enquanto futuro do jogador é tratado pelos departamentos de futebol e jurídico, presidente conta como foi a relação durante os oito meses na Academia de Futebol

23 ago 2017
08h07
atualizado às 08h21
  • separator
  • comentários

Maurício Galiotte não se arrepende de ter contratado Felipe Melo, mas admite que o jogador em alguns momentos "exagerou na calibragem" no Palmeiras. Afastado do elenco enquanto resolve seu futuro, o camisa 30 teve sua passagem analisada pelo presidente do Verdão, que relatou desde a decisão em trazê-lo, ao problema com Cuca que encurtou sua passagem.

- Não existe arrependimento. É um atleta de nível de Seleção Brasileira, mais de dez anos na Europa, tem muitas qualidades. Muitas vezes só olham os defeitos, todos temos qualidades e defeitos. Quando pensamos no Felipe Melo tínhamos Libertadores, Copa do Brasil e Brasileiro. No elenco do ano passado uma carência é que tínhamos poucos líderes dentro de campo. Pensamos em um líder para o elenco, que tivesse experiência internacional. Felipe Melo tem essa característica - explicou o dirigente, à ESPN Brasil.

- Mas o Felipe em alguns momentos exagerou a calibragem. Foi multado duas vezes, se posicionou mal em relação ao Cuca, cometeu irregularidade, foi punido e tudo isto desencadeou. O caso está sendo tratado pelo jurídico em paralelo com o departamento de futebol - acrescentou.

O último jogo de Felipe foi na eliminação do Palmeiras da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro. Depois do empate no Mineirão, o jogador fez críticas ao treinador no vestiário, o que desencadeou o fim da relação entre os dois. A diretoria até tentou contornar o caso, mas o vazamento de um áudio em que o meio-campista ofende Cuca tornou o caso irreversível.

Como Maurício diz que planeja manter comandante até o fim do ano que vem, a tendência é de que clube e jogador acertem a rescisão do contrato, válido até o fim de 2019. O diretor de futebol Alexandre Mattos já teve um primeiro encontro com os advogados do atleta. Um dos pontos a se acertar está no que fazer com as luvas de quase R$ 7 milhões que seriam diluídas no decorrer dos três anos. Por isso, o presidente não dá detalhes sobre o futuro de Felupe.

- Não vou definir um caminho que será o que vai acontecer e ponto final. Ele tem todas as condições, tudo que o clube pode oferecer, os profissionais, estrutura. O Felipe Melo tem todas as condições de treinar e o caso está sendo monitorado pelo jurídico e futebol. Vamos ver o que acontece. Ele tem contrato. Os dois são funcionários do Palmeiras e os dois têm contratos. O Cuca e o Felipe Melo, são pais de família, profissionais. Felipe está conosco, treinando, ativo do clube, tem contrato, e os departamentos estão encarregados - completou.

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade