4 eventos ao vivo

Everton e Lautaro Martínez se destacam em meio às estrelas de Brasil e Argentina

Com velocidade e verticalidade, atacantes surpreendem e desbancam principais atletas de suas respectivas seleções. Rivais sul-americanos buscam vaga na decisão da Copa América

30 jun 2019
07h32
  • separator
  • 0
  • comentários

De reservas a titulares incontestáveis, Everton 'Cebolinha' e Lautaro Martínez mostram talento e chegam à semifinal da Copa América como destaques de Brasil e Argentina, respectivamente. A Seleção Brasileira apostava na ousadia e liderança de Neymar, que por lesão no ligamento lateral externo do tornozelo direito, acabou sendo cortado da competição. Do outro lado, a Albiceleste ainda espera o brilho e a genialidade de Lionel Messi aparecerem.

Everton e Lautaro Martínez são destaques do Brasil e Argentina na Copa América (Arte: Marina Cardoso/LANCE!)
Everton e Lautaro Martínez são destaques do Brasil e Argentina na Copa América (Arte: Marina Cardoso/LANCE!)
Foto: Lance!

Com isso, sem pedir licença, os jogadores do Grêmio e da Inter de Milão (ITA) estão ganhando os holofotes na busca por uma vaga na final. Ambos já marcaram dois gols na competição e o número pode crescer até o fim. Além disso, mostram grande verticalidade e velocidade para impor contra-ataques aos seus adversários.

AH, É CEBOLINHA!

Começando pelo atacante do Grêmio, o famoso 'Cebolinha' mostrou que merece a titularidade apenas com quatro minutos em campo. Na estreia contra a Bolívia, que terminou 3 a 0 para os brasileiros, Everton entrou aos 35 minutos e marcou o gol aos 39, após uma bela jogada e linda finalização. Na partida posterior contra Venezuela, que acabou empatada sem gols, o atacante entrou na segunda etapa novamente, mas mesmo sem balançar a rede, mostrou nova face ao time junto a Gabriel Jesus, naquela ocasião.

Na goleada sobre a seleção peruana por 5 a 0, na Arena Corinthians, pela terceira rodada, Everton já entrou como titular e colocou Richarlison no banco de reservas. Em atuação convincente e superior do Brasil, Cebolinha marcou um dos gols e mais uma vez expressou velocidade e objetividade para cravar espaço no time titular. Além disso, o técnico Tite ganhou elogio dos torcedores.

Nas quartas de final, em partida dramática contra o Paraguai, o Brasil passou em branco nos 90 minutos e avançou às semis após vencer nos pênaltis. O camisa 19 tentou jogadas individuais para furar o bloqueio adversário, mas nada funcionou. A Seleção teve 70% de posse de bola, chutou 25 vezes, acertou o gol oito vezes, mas, assim como contra a Venezuela, não fez gol.

Everton Cebolinha vem mostrando repertório para que o comandante Tite o mantenha na equipe titular. Além disso, a caxumba do atacante Richarlison 'facilitou' o caminho para o garoto encantar os olhos da torcida e, claro, do comandante.

Com o bom futebol, o jogador ficou em destaque no mercado. Vale lembrar que a multa rescisória é de 80 milhões de euros (R$ 349,9 milhões), e o clube gaúcho não abre mão de vender sua fatia dos direitos econômicos - 50% - por 40 milhões de euros (R$ 174,9 milhões), depois de ter pagado só R$ 300 mil para comprá-lo. Houve sondagem de Manchester City e United, mas não teve proposta oficial para o jogador.

LA JOIA

Do outro lado, o atacante da Inter de Milão, de 21 anos, não jogou no primeiro jogo da Argentina. A má atuação dos hermanos na derrota por 2 a 0 na estreia, fez Lionel Scaloni mudar o time. Contra o Paraguai, Lautaro foi a campo no lugar de Agüero, e a Albiceleste melhorou, mas ficou no 1 a 1, gol de Messi, de pênalti.

No triunfo sobre o Qatar por 2 a 0 e que selou a classificação dramática da Argentina, o treinador manteve Lautaro e ao seu lado Agüero retornou ao time titular. Com a insistência, a joia fez o primeiro gol e foi um dos melhores em campo.

Pelas quartas de final contra a Venezuela, o jovem foi o principal nome da Argentina. Os melhores lances de ataque foram dele, que ainda deixou sua marca com um toque genial de letra. Na etapa final, chegou a colocar uma bola na trave.

O camisa 22 chegou a marca de 10 jogos pela Argentina, com seis gols e uma assistência - sendo o maior artilheiro da 'Era Scaloni'. Lautaro Martínez deixa no banco Di María e Dybala, nomes de peso da seleção albiceleste. E Lionel Messi ainda não conseguiu emplacar um jogo de alto nível nesta Copa América. Isto, dá espaço para criatividade do atacante da Inter de Milão.

- Aqui o que importa é a equipe, mas é claro que fazer gols ajuda muito, porque o atacante vive disso - afirmou o Lautaro, que ainda elogiou Messi.

- Ele faz as coisas serem fáceis e isso é algo que temos que aproveitar. Ele abre espaço e você sabe que a bola vai cair onde tem que cair. Estamos aproveitando e, no dia a dia, aprendo muito ao lado dele - acrescentou.

O embate entre Everton Cebolinha e Lautaro Martínez promete emoção para o confronto entre Brasil e a Argentina, nesta terça-feira, às 21h30, no Mineirão, em Belo Horizonte, em confronto válido pela semifinal da Copa América. O LANCE! acompanha o duelo em tempo real.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade