0

Corinthians sofre para criar, mas de novo joga bem com 10. Por quê?

Timão quase não levou perigo no primeiro tempo contra o Cruzeiro, mas melhorou na etapa final quando já não tinha Douglas, expulso

15 nov 2018
07h03
atualizado às 07h03
  • separator
  • comentários

O Corinthians mais uma vez demonstrou no primeiro tempo contra o Cruzeiro enorme dificuldade para criar perigo ao adversário, algo que já vem acontecendo há alguns jogos. O técnico Jair Ventura apostou na repetição do quarteto ofensivo formado por Pedrinho, Jadson, Romero e Danilo, mas viu a equipe assustar pouco o goleiro Fábio.

Corinthians perdeu para o Cruzeiro por 1 a 0 no Mineirão (Foto: Fernando Michel)
Corinthians perdeu para o Cruzeiro por 1 a 0 no Mineirão (Foto: Fernando Michel)
Foto: Lance!

Aberto pelo lado direito, Pedrinho foi quem mais participou das jogadas e deu bons passes até se cansar no segundo tempo e ser substituído. Jadson, pelo meio, foi pouco efetivo na criação, mesmo com a movimentação constante de Danilo. Mas o pior do sistema ofensivo do Corinthians é o lado esquerda. Romero teve as "ajudas" de Danilo Avelar e Douglas e mais reclamou do que jogou futebol no primeiro tempo.

O curioso é que o Corinthians melhorou na criação no segundo tempo, quando tinha dez jogadores após a expulsão de Douglas no último minuto da etapa inicial. O mesmo já havia acontecido no último sábado, quando Araos foi expulso no primeiro tempo do clássico contra o São Paulo.

Jair Ventura adotou a mesma estratégia: Thiaguinho no lugar de Danilo, Romero adiantado como "falso 9" e Jadson pelo lado esquerdo, em um 4-4-1. Em busca do empate, o Corinthians cresceu na partida e só não marcou porque Fábio fez boas defesas.A pergunta que fica é: por que o Corinthians consegue jogar bem com dez jogadores, mas tem tido atuações ruins com 11 em campo?

-> Um dos motivos é a entrada de Thiaguinho. Após participar do gol no clássico contra o São Paulo, o volante mais uma vez entrou bem, ajudou nas jogadas de ataque e carimbou o travessão. Pode ser opção para a vaga de Douglas, suspenso - Araos, que voltará de suspensão, é o concorrente.

-> Outro motivo é o recuo do Cruzeiro, que só cumpre tabela no Brasileirão após a conquista da Copa do Brasil. A equipe desacelerou no segundo tempo e mais esperou o Corinthians para buscar contra-ataques. Correu risco de levar o empate em casa mesmo com um jogador a mais em campo.

-> Há ainda o fato de o Timão ter corrido atrás do resultado. Diante do São Paulo, a partida estava empatada quando Araos foi expulso, mas o Corinthians foi melhor que o adversário, abriu o placar e depois levou o empate. Contra o Cruzeiro, o Timão precisava se arriscar mais ao ataque para ao menos voltar com um ponto de Belo Horizonte.

Independentemente da razão de o Corinthians ter novamente se portado bem com um a menos, Jair Ventura certamente fará mudanças para o próximo jogo, contra o Vasco, no sábado. Além de Douglas, suspenso, o treinador não poderá contar com Romero, que vai para a seleção paraguaia. Pode ser a "brecha" para o Timão ter novo gás ofensivo.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade