PUBLICIDADE

Atlético-MG sai atrás, perde pênalti, mas vira sobre La Equidad

Em um duelo duro no Horto, mineiros tiveram muitas dificuldades diante do time colombiano, que se mostrou um rival muito complicado

20 ago 2019 23h32
| atualizado às 23h56
ver comentários
Publicidade

Definitivamente não tem jogo tranquilo para o torcedor do Atlético-MG. Quem pensou que o alvinegro faria um bom número de gols sobre o La Equidad-COL para encaminhar sua classificação às semifinais, se enganou.

A equipe brasileira teve de se esforçar muito para conseguir o placar de 2 a 1, gols de Jair e Elias para o time brasileiro, enquanto Camacho marcou o gol colombiano. O "time dos seguradores" saiu na frente, segurou o Galo boa parte do jogo e precisará apenas de fazer 1 a 0 para conseguir avançar na Copa Sul-Americana.

O time colombiano não se sentiu acuado no Horto e o Galo teve muitas dificuldades em impor o seu jogo, mesmo com um jogador a mais para conseguir a virada- (DOUGLAS MAGNO / AFP)
O time colombiano não se sentiu acuado no Horto e o Galo teve muitas dificuldades em impor o seu jogo, mesmo com um jogador a mais para conseguir a virada- (DOUGLAS MAGNO / AFP)
Foto: LANCE!

A noite foi muito complicada para o Atlético, pois além de ter de buscar o resultado, perdeu uma cobrança de pênalti com Cazares saiu de campo vaiado por sua torcida, apesar da vitória, pois o time atleticano ficou com um jogador a mais boa parte do segundo tempo, com a expulsão de Ethan González. O jogo de volta será no dia 25 de agosto, terça-feira, em Bogotá, às 21h30, no Estádio El Campím.

Não tem bobo no futebol

Para quem não conhecia o La Equidad, teve bons cartões de visita dos colombianos. Com menos de um minuto de jogo, Ethan González já arriscou o primeiro chute, assustando o goleiro Cleiton. O clichê de que não "há bobo" no futebol pode ser aplicado à equipe de Bogotá, que mostrou ser bem organizada, sem apelar para um tipo de jogo focado apenas na defesa.

Ê, Galo! Gol do La Equidad

Em bom avanço pelo lado direito, o time da Colômbia conseguiu chegar, cruzou para o miolo da área atleticana. A bola passou por Elias, que não viu Motta chegando, tentou dar um chutão e acabou cometendo o pênalti. Sem nervosismo, Camacho bate no canto direito de Cleiton, que caiu para o esquerdo. Sufoco no Horto. 1 a 0 para o Equidad.
Santa trave ou trave maldita?

As grandes personagens da etapa inicial foram as traves. As duas equipes acertaram o poste quatro vezes, sendo três vezes por parte do Galo e uma do La Equidad. Caprichosamente, a bola não adentrou as redes.

Empate na hora certa

O Galo lutou, se reorganizou em campo e tomou as ações do jogo e colocou sua superioridade técnica a serviço do time. O time meteu bola na trave, assustou Novoa e em uma boa jogada de Cazares, ele cruzou para Jair pegou o rebote da disputa com a zaga a estufa as redes colombianas. Ufa! O alvinegro termina o primeiro tempo em igualdade.

Um a mais em campo, pressão do Galo

Ethan González levou o segundo amarelo logo na parte inicial do segundo tempo, deixando o La Equidad com um jogador a menos. O Atlético tentou se aproveitar disso, tirando Fábio Santos para a entrada de Otero, aumentando a força ofensiva do ataque atleticano. Rodrigo Santana mostra coragem e boa percepção pela circunstância que o jogo apresentou com o vermelho do colombiano.

O VAR deu, o VAR tirou

A arbitragem não viu uma penalidade em Ricardo Oliveira, e como nesta fase da Sula já tem o VAR, ele foi essencial que o Atlético conseguisse a marcação do pênalti. Virada do Galo? Que nada. Cazares perdeu a cobrança, Otero pegou o rebote, mas outra vez a arbitragem eletrônica viu irregularidade, desta vez, uma invasão na área colombiana de jogadores atleticanos. Gol anulado e o drama alvinegro ficando maior. O VAR deu, o VAR tirou.

Alívio no Horto- Virada atleticana

Com uma grande ajuda do goleiro Novoa, Elias tira o sufoco do coração alvinegro ao marcar o gol do Galo, aos 34 minutos do segundo tempo. O chute do volante não foi foi bem colocado, indo no meio do gol, mas o arqueiro colombiano fez a festa atleticana no Indepa. Ufa. Galo na frente.

Jogo de volta e próximos compromissos

Galo e La Equidad se enfrentam novamente na terça-feira, 27 de agosto, em Bogotá, no Estádio El Campín. Antes, o alvinegro recebe o Bahia no sábado (24), às 11h, no Independência, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 2 x 1 LA EQUIDAD-COL

Estádio: Independência - Belo Horizonte (MG)

Data-hora: 20 de agosto de 2019, às 21h30

Árbitro: Mário Diaz de Vivar (PAR)

Assistentes: Milciades Saldivar e Roberto Cañete (PAR)

Árbitro de vídeo: Daniel Fedorczuk (URU)

Cartões Amarelos: Jair, Fábio Santos. Vinicius (ATL), Ethan González, Camacho (EQUI)

Cartões Vermelhos: Ethan González (EQUI)

Público e renda: 21.919/ R$ 522.090,00

Gols: Camacho, aos 6'-1º T (0-1), Jair, aos 27'-1º T( 1-1), Elias, aos 34'-2º T (2-1)

ATLÉTICO-MG: Cleiton, Patric, Réver, Igor Rabello, Fábio Santos (Otero, aos 17'-2ºT); Jair (Alerrandro, aos 32'-2ºT), Elias, Vinicius, Cazares; Chará (Luan, aos 39'-2ºT) e Ricardo Oliveira Técnico: Rodrigo Santana.

LA EQUIDAD-COL: Novoa, Pacheco, Arboleda, Riquett e Torralvo; Motta, Pablo Lima, Mahecha, Palomeque (Mier, aos 25'-1ºT) (Peralta, aos 28'-2ºT), Camacho (John Garcia, aos 14'-2ºT) e Ethan González. Técnico: Humberto Sierra.

Veja também:

Previsão Brasil – Tempo instável no leste do Sudeste:

 

Lance!
Publicidade
Publicidade