0

Após 105 dias, Pablo reencontra rival do seu último jogo; veja o que mudou

Recuperado de contusão, o atacante do São Paulo deve ser titular contra o Palmeiras, no Morumbi, no sábado, exatamente como ocorreu em 30 de março, na semifinal do Paulista

9 jul 2019
08h02
  • separator
  • 0
  • comentários

Pablo voltará a entrar em campo depois de exatos 105 dias. No Morumbi, contra o Palmeiras, em um sábado à noite. Exatamente como na última vez em que atuou, no empate por 0 a 0 de 30 de março, no jogo de ida das semifinais do Campeonato Paulista, que terminaram com o São Paulo classificado. De lá para cá, enquanto o atacante se recuperava de lesão, não faltou mudança.

O camisa 12 ficou tanto tempo fora devido a um problema mais complexo do que se imaginava. Queixou-se de dores nas panturrilhas depois daquele Choque-Rei de três meses atrás e, a princípio, não foi diagnosticada lesão. Até que foi detectado um cisto na região lombar, e o jogador passou por cirurgia. Agora, tem treinado como titular e deve iniciar o clássico do fim de semana.

O LANCE! aponta abaixo o que mudou do último jogo do Pablo para cá:

Pablo tem treinado como titular e deve iniciar o clássico de sábado, contra o Palmeiras (Rubens Chiri/saopaulofc.net)
Pablo tem treinado como titular e deve iniciar o clássico de sábado, contra o Palmeiras (Rubens Chiri/saopaulofc.net)
Foto: Lance!

TRIO DE REFORÇOS COM MAIS ESPAÇO

Pablo tem a companhia de Pato agora (Rubens Chiri/saopaulofc.net)

O último jogo de Pablo ocorreu exatamente no dia seguinte à apresentação de Alexandre Pato, atacante que estava no futebol chinês e nem pôde ser inscrito no Campeonato Paulista. Também chegou o volante Tchê Tchê, ex-Palmeiras e Dínamo de Kiev, da Ucrânia. E agora eles se juntam a Hernanes como trio que ganha força após trabalho físico na pausa durante a Copa América.

Os três formam as principais mudanças entre a escalação da última partida de Pablo para a equipe que deve entrar em campo neste sábado. A quarta alteração envolve o zagueiro Anderson Martins, que está suspenso por acúmulo de cartões amarelos - Arboleda atuará ao lado de Bruno Alves.

Em 30 de março, jogaram: Tiago Volpi; Hudson, Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo; Luan, Liziero e Igor Gomes; Antony, Everton Felipe e Pablo. Neste sábado, além de Anderson Martins por Arboleda, devem sair Liziero (machucado), Igor Gomes e Everton Felipe para as entradas de Tchê Tchê, Hernanes e Alexandre Pato.

TÉCNICO NOVO

Cuca assumiu após Pablo se machucar (Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Pablo ainda não teve a oportunidade de ser comandado por Cuca em uma partida oficial. O atacante se machucou exatamente no último jogo sob o comando de Vagner Mancini, antes de o atual treinador começar seu trabalho no São Paulo.

Mas o treinador tem boa expectativa em relação ao atacante, inclusive aprimorando no camisa 12 o que deseja ter como um pivô. Antes do coletivo dessa segunda-feira, Cuca dedicou alguns minutos para conversar com Pablo, e viu o jogador ajudar na movimentação da equipe, que apostou bastante nas infiltrações pelo meio da área.

CONCORRÊNCIA NOVA

Raniel foi contratado pelo São Paulo (Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Enquanto Pablo se recuperava fisicamente, Cuca foi tentando encontrar soluções ofensivas. Em meio à busca, a diretoria contratou uma opção para ser referência na frente: chegou na semana passada Raniel, vindo do Cruzeiro. Mais uma alternativa no elenco e que pode pressionar Pablo ou até atuar ao lado dele, dependendo do rendimento de ambos.

CONFIANÇA PRECISA SER RETOMADA (DE NOVO)

Cuca tenta recolocar o time em boa fase (Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Em seus primeiros dias de problema físico, Pablo viu o São Paulo dar uma guinada de confiança. Na volta das semifinais do Campeonato Paulista, pela primeira vez não perdeu no Allianz Parque e, após novo 0 a 0, avançou à final nos pênaltis. Mesmo a derrota para o Corinthians, na decisão, não diminuiu o aspecto otimista que tomava conta da equipe.

Embalado, o time chegou a liderar o Campeonato Brasileiro. Mas começou a tropeçar, principalmente dentro de casa, e terminou o primeiro semestre em nono lugar, a 11 pontos do Palmeiras, dono da primeira colocação. Para piorar, caiu logo na primeira fase que disputou na Copa do Brasil: nas oitavas de final, foi eliminado com duas derrotas para o Bahia. Mais uma vez, o foco é na retomada da confiança, dessa vez de forma mais longa, e só no Brasileiro.

RIVAL NA ARTILHARIA

Hernanes igualou os gols de Pablo (Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Pablo se machucou com a condição de artilheiro isolado do clube na temporada, com quatro gols. Enquanto se recuperava, viu Hernanes balançar as redes na vitória por 1 a 0 sobre o Fortaleza, em 12 de maio, no Ceará, e igualar a marca do centroavante.

Pablo, contudo, marcou seus gols somente em compromissos oficiais, enquanto Hernanes balançou as redes na Florida Cup (na derrota por 4 a 2 para o Ajax). Além disso, o atacante fez quatro gols em 17 partidas, cinco a menos em relação ao camisa 15.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade