6 eventos ao vivo
Logo do Jogos Pan-Americanos
Foto: terra

Jogos Pan-Americanos

Jogos Pan-Americanos

"Neymar da canoagem" quer vingar 7 a 1 contra alemão no Rio

Sergio Dutti / Exemplus / COB

Se no futebol a situação está feia, na canoagem o Brasil tem boa chance de deixar um alemão para trás

13 jul 2015
17h37
atualizado às 21h42
  • separator
  • 0
  • comentários

Isaquias Queiroz teve uma manhã movimentada em Toronto. Primeiro, ganhou medalha de ouro na prova de velocidade dos 1000 m C1 da canoagem. Não bastasse, duas horas depois já subia ao pódio para pegar a medalha de prata da prova C2 na mesma distância, em dupla com Erlon Silva. Bicampeão mundial, o “Neymar da canoagem”, apelido que já recebeu pelo seu estilo irreverente e corte de cabelo, não quer parar por aí.

Os Jogos Olímpicos de 2016 são logo ali. E sabe quem é o maior rival do brasileiro? Sim, um alemão. O nome da fera, com quem Isaquias alterna o primeiro e segundo lugar nos últimos anos, é Sebastian Brendel – no Mundial de Moscou em 2014, na Rússia, o brasileiro terminou em primeiro na prova de 500 m, mas em segundo na de 1000 m (só perdeu por, após liderar toda a prova, se desequilibrar quase na linha de chegada). Tudo isso em meio a zoação pelo 7 a 1, que havia ocorrido um mês antes.

Gêmea do nado critica estratégia e curte integração na Vila

“Com certeza, o que importa é isso (ganhar no Rio do alemão). Ano passado quase descolou, no final acabei virando, uma infelicidade. Mas nada que o treinamento não resolva. O pessoal falou do 7 a 1, seria legal ganhar dele no Rio por isso. Mas uma coisa é futebol, outra é canoagem. O alemão já tem anos e anos de canoagem, muita resistência. Ele é o cara a ser batido”, disse ao Terra o atleta nacional.

A situação que envolve o futebol fica ainda mais curiosa pelo mais recente apelido do canoísta: “Neymar da canoagem”. O jeito irreverente, que é perceptível em redes sociais e em seu corte de cabelo até semelhante com o do jogador do Barcelona, faz Isaquias receber brincadeiras de seus amigos baianos após reportagem na imprensa sobre o assunto.

“Já falaram dessa comparação do Neymar. Lógico que levo na base da brincadeira, para mim é normal, ser comparado a um ídolo. Saiu uma matéria (na Veja) e agora no Pan o pessoal da Bahia está pegando um pouco no meu pé e brincando com isso", disse o alto astral Isaquias.

Engana-se, contudo, quem pensa que a comparação com o astro do futebol é seu apelido oficial. Isaquias é conhecido por seus amigos na canoagem como “sem rim”, devido à perda de um dos órgãos ao cair de uma árvore na juventude. Com apelido ou sem, o campeão pan-americano não tem tempo para comemorar a medalha: já está em concentração para buscar mais um ouro para o Brasil nesta terça-feira, na prova individual dos 200 m C1.  

Não conhece o "Neynar da canoagem"? Veja algumas fotos:

 

 

Pan 2015 time Brasil

Uma foto publicada por IQ💪😜 (@isaquias) em

 

Na minha vida eu faço tudo que eu quero LX

Uma foto publicada por IQ💪😜 (@isaquias) em

 

Vamos viver a vida do melhor jeito 😎😎😎😎

Uma foto publicada por IQ💪😜 (@isaquias) em

 

Domingão

Uma foto publicada por IQ💪😜 (@isaquias) em

 

😋😋😋😋😋

Uma foto publicada por IQ💪😜 (@isaquias) em

 

😜😜😜

Uma foto publicada por IQ💪😜 (@isaquias) em

 

Brasil SOS

Uma foto publicada por IQ💪😜 (@isaquias) em

 

Sou apaixonado pelo o esporte 💕💕💕💕💕

Uma foto publicada por IQ💪😜 (@isaquias) em

Ranking Geral - País Ouro Prata Bronze TOTAL
Canadá 13 10 9 32
Estados Unidos 8 7 7 22
Colômbia 8 5 3 16
Cuba 7 2 6 15
Brasil 5 5 7 17
Veja o quadro completo aqui
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade