PUBLICIDADE

Milton Cunha vê abertura dos Jogos Olímpicos 'sem ziriguidum' e brinca com samba de judoca do Brasil

Especialistas em looks no Carnaval da Globo, Milton usa bom humor para comentar entrada da delegação e porta-bandeira do Brasil na Olimpíada de Tóquio: 'Arrasou, gata'

24 jul 2021 16h14
ver comentários
Publicidade

Conhecido por sua personalidade única e por seus comentários divertidos no Carnaval da Globo, o comentarista Milton Cunha usou de seu bom humor para avaliar a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos, neste sábado. Milton diz que esperava mais da celebração japonesa, que teria deixado a desejar em "ziriguidum".

Milton Cunha elogia participação do Brasil na cerimônia de abertura dos jogos olímpicos (Foto: Paula Mascára/LANCE!Press)
Milton Cunha elogia participação do Brasil na cerimônia de abertura dos jogos olímpicos (Foto: Paula Mascára/LANCE!Press)
Foto: Lance!

- Achei bacana. Faltando um ziriguidum, um chicachicabum, mas "a loka, né?", porque os nipônicos são super discretérrimos. Estava de bom gosto - comentou ele ao G1. Outro destaque foi o "samba no pé da porta-bandeira" brasileira, a atleta Ketleyn Quadros, do judô - que esteve ao lado de Bruninho, do vôlei. Milton elogiou o "arraso" da judoca, mas cutucou:

- A porta-bandeira brasileira sambou para trás. A escola indo para a apoteose, e ela voltando para a (avenida) Presidente Vargas. Arrasou, gata - disse. Além disso, Milton criticou a sobrancelha "extremamente exagerada" de alguns atletas.

Ele também gostou da cantora japonesa Misia ("riquíssima, com cara de poucos amigos"), valorizou a presença dos drones ("aquele é o sonho de qualquer vedete, qualquer bicha") e tirou pontos da apresentação japonesa quando um dançarino imitava os símbolos dos esportes olímpicos e deixou uma raquete cair. Confira mais informações dos Jogos Olímpicos aqui.

Lance!
Publicidade
Publicidade