PUBLICIDADE

Frustrações no futebol e no judô, e pódio garantido no boxe

Sexta-feira teve a eliminação da Seleção feminina de futebol, judoca Rafael Silva dando adeus, mas Abner garantiu mais uma medalha

30 jul 2021 10h12
| atualizado às 12h14
ver comentários
Publicidade

A Seleção Brasileira feminina de futebol vai ficar sem o tão sonhado ouro olímpico. Nesta sexta-feira, foi eliminada pelo Canadá, nos pênaltis, por 4 a 3, após um empate por 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação. Outra decepção foi no judô. Na categoria acima de 100kg, Rafael Silva, foi derrotado na repescagem por Teddy Riner. Na categoria feminina acima de 78kg, Maria Suelen Altheman foi derrotada pela francesa Romane Dicko por ippon e precisará passar por cirurgia no Brasil.

O pugilista brasileiro Abner Teixeira derrotou o jordaniano Hussein Iashaish, nesta sexta-feira, nas quartas de final do boxe, na categoria peso pesado, e garantiu ao menos a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Já Bruno Fratus assegurou vaga na semifinal dos 50m livre e segue com chances de medalha. O vôlei masculino derrotou os EUA por 3 sets a 1, de virada.

Seleção feminina eliminada

Após um empate por 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação, a Seleção Brasileira feminina de futebol foi derrotada pelo Canadá nos pênaltis por 4 a 3, em Miyagi, e foi eliminada nas quartas de final dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Nos pênaltis, Andressa Alves e Rafaelle desperdiçaram suas cobranças.

Marta no empate do Brasil contra o Canadá Sam Robles CBF, nesta sexta-feira
Marta no empate do Brasil contra o Canadá Sam Robles CBF, nesta sexta-feira
Foto: Sam Robles / CBF

Marta deixa futuro em aberto

A eliminação da Seleção Brasileira feminina de futebol para o Canadá nos Jogos Olímpicos de Tóquio nesta sexta-feira marca o fim de um ciclo do futebol feminino brasileiro em olimpíadas e acende o alerta para que a modalidade não seja esquecida no País. Marta, eleita seis vezes a melhor do mundo e uma das maiores da história, reforçou, em entrevista após a partida, o pedido para que as mulheres continuem sendo apoiadas e haja mais incentivos para que a modalidade prospere no Brasil. Sobre o seu futuro na seleção, ela preferiu não responder.

Marta lamenta derrota do Brasil para o Canadá
Marta lamenta derrota do Brasil para o Canadá
Foto: Amr Abdallah Dalsh / Reuters

Abner garante medalha

O pugilista brasileiro Abner Teixeira derrotou o jordaniano Hussein Iashaish, nesta sexta-feira, nas quartas de final do boxe, na categoria peso pesado, em decisão dividida dos juízes (4 a 1) e garantiu ao menos a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Na modalidade, não há disputa de terceiro lugar, assim, mesmo com uma eventual derrota nas semifinais, Abner terá direito a uma medalha.

Abner festeja vitória no boxe, nesta sexta-feira nos Jogos Olímpicos de Tóquio Gaspar Nóbrega/COB
Abner festeja vitória no boxe, nesta sexta-feira nos Jogos Olímpicos de Tóquio Gaspar Nóbrega/COB
Foto: Gaspar Nóbrega / COB

Bia Ferreira vence na estreia

Esperança de medalha para o Brasil nos Jogos Olímpicos, a boxeadora Beatriz Ferreira estreou com vitória em Tóquio nesta sexta-feira. Nas oitavas de final, a brasileira enfrentou a atleta de Taiwan Shih-Yi Wu, e venceu a adversária por decisão unânime da arbitragem.

Beatriz Ferreira estreou com vitória nos Jogos Olímpicos de Tóquio (Jonne Roriz/COB)
Beatriz Ferreira estreou com vitória nos Jogos Olímpicos de Tóquio (Jonne Roriz/COB)
Foto: LANCE!

Keno Machado perde

Após vencer Chen Diaxang na estreia, o brasileiro Keno Machado foi derrotado pelo britânico Benjamin Whittaker por 2 a 1 em rounds, nas quartas de final. Com a queda antes das semis, o brasileiro não tem mais chance de medalha e está fora dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Keno Marley foi derrotado por 3 a 2 na decisão da arbitragem (Pedro Ramos/rededoesporte.gov.br)
Keno Marley foi derrotado por 3 a 2 na decisão da arbitragem (Pedro Ramos/rededoesporte.gov.br)
Foto: LANCE!

Rafael Silva eliminado

Rafael 'Baby' Silva não conseguiu cumprir a missão de chegar à terceira medalha olímpica seguida entre os pesados do judô nos Jogos Olímpicos. Nesta sexta-feira, ele acabou eliminado na primeira luta da repescagem em Tóquio. Depois de perder nas quartas de final para o georgiano Guram Tushishvil, Rafael Silva teve pela frente simplesmente a lenda Teddy Riner, bicampeão olímpico e dez vezes vencedor do Mundial entre os pesos pesados. O francês ganhou o combate contra o brasileiro rapidamente por ippon.

Rafael Silva foi derrotado por Teddy Riner nesta sexta-feira nos Jogos Olímpicos de Tóquio Annegret Hilse Reuters
Rafael Silva foi derrotado por Teddy Riner nesta sexta-feira nos Jogos Olímpicos de Tóquio Annegret Hilse Reuters
Foto: Annegret Hilse / Reuters

Maria Suelen será operada no Brasil

A judoca Maria Suelen Altheman está fora dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Em um comunicado oficial, a Missão Brasileira em Tóquio 2020 e a Confederação Brasileira de Judô (CBJ) informaram, nesta sexta-feira, que a atleta sofreu lesão no ligamento patelar do joelho esquerdo e não integrará a equipe mista do Brasil nas lutas previstas para este sábado. Ela precisará passar por cirurgia no retorno ao Brasil.

Maria Suelen deixa o ginásio carregada na maca nesta sexta-feira nos Jogos Olímpicos de Tóquio Annegret Hilse/Reuters
Maria Suelen deixa o ginásio carregada na maca nesta sexta-feira nos Jogos Olímpicos de Tóquio Annegret Hilse/Reuters
Foto: Annegret Hilse / Reuters

Fratus na semi dos 50m livre

Uma das grandes esperanças de medalha do Brasil nas Olimpíadas, Bruno Fratus assegurou vaga na semifinal dos 50m livre nesta sexta-feira, nos Jogos Olímpicos de Tóquio. O nadador brasileiro registrou 21s67, venceu a oitava bateria e passou como o quarto melhor nas eliminatórias.

Bruno Fratus é candidato a medalha dos 50m
Bruno Fratus é candidato a medalha dos 50m
Foto: Satiro Sodré/CBDA

Etiene Medeiros é eliminada

A nadadora Etiene Medeiros não conseguiu se classificar para a semifinal dos 50m livre. A brasileira anotou o tempo de 25s45 e terminou em último lugar na sua bateria. A australiana Emma McKeon quebrou o recorde olímpico da modalidade com 24s02.

Altobelli desabafa

Fora das finais dos 3.000m em Tóquio 2020, Altobeli Silva desabafou após a eliminação no atletismo. Finalista no Rio 2016, o brasileiro terminou em 10° na sua primeira bateria eliminatória na Olimpíada. Emocionado, o paulista de 30 anos levantou dúvidas sobre o próprio treinamento e esforço para os Jogos.

Altobeli da Silva não avançou à final dos 3000m com obstáculos nos Jogos Olímpicos de Tóquio (Foto: Wander Roberto / COB)
Altobeli da Silva não avançou à final dos 3000m com obstáculos nos Jogos Olímpicos de Tóquio (Foto: Wander Roberto / COB)
Foto: LANCE!

Brasileiras ficam fora dos 100 metros rasos feminino

O atletismo brasileiro não tem mais representantes na prova dos 100 metros rasos feminino dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Nesta sexta-feira, Rosângela Santos ficou apenas com o 28º tempo das eliminatórias ao completar a sua bateria em 11s33, enquanto Vitória Rosa nem entrou na pista, se poupando para os 200m rasos.

Rosângela Santos durante as eliminatórias da prova dos 100 metros rasos em Tóquio
Rosângela Santos durante as eliminatórias da prova dos 100 metros rasos em Tóquio
Foto: Aleksandra Szmigiel/Reuters

Alison avança

Esperança de medalha para o Brasil no atletismo, Alison dos Santos se classificou para a semifinal dos 400m com barreira nos Jogos Olímpicos de Tóquio. No primeiro dia de atletismo da Olimpíada, o brasileiro fez boa prova e terminou na segunda colocação sem fazer muito esforço.

Alison dos Santos se classifica para semifinal dos 400m com barreira (Jonne Roriz/COB)
Alison dos Santos se classifica para semifinal dos 400m com barreira (Jonne Roriz/COB)
Foto: LANCE!

Vitória no vôlei masculino

Nada como uma grande vitória após uma derrota dolorosa. Foi assim com a Seleção Brasileira masculina de vôlei na madrugada desta sexta-feira, pelo horário de Brasília, nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Sem se abalar pelo revés diante do Comitê Olímpico da Rússia, o time comandado por Renan Dal Zotto superou o forte time dos Estados Unidos, de virada, por 3 sets a 1, com parciais de 30/32, 25/23, 25/21 e 25/20.

Lucarelli ataca durante partida entre Brasil e Estados Unidos na Olimpíada de Tóquio
30/07/2021 REUTERS/Valentyn Ogirenko
Lucarelli ataca durante partida entre Brasil e Estados Unidos na Olimpíada de Tóquio 30/07/2021 REUTERS/Valentyn Ogirenko
Foto: Reuters

Macris tem entorse confirmada

Os exames da levantadora Macris tranquilizaram a comissão técnica da Seleção Brasileira feminina de vôlei. Na madrugada desta sexta-feira, pelo horário brasileiro, a ressonância magnética feita pela jogadora apontou uma entorse no tornozelo direito, lesão considerada mais leve e que afasta qualquer risco de corte na equipe.

Macris deixa a quadra de cadeira de rodas
Macris deixa a quadra de cadeira de rodas
Foto: Valentyn Ogirenko / Reuters

Vela

As velejadoras brasileiras Martine Grael e Kahena Kunze subiram para o 3º lugar geral na classe 49er FX. As atuais campeãs olímpicas se destacaram com uma vitória, um 6º lugar e um 11º nas três regatas disputadas na Baía de Enoshima. Scheidt, por sua vez, disputou duas regatas nesta sexta-feira, pela classe Laser. Ele ficou em 24º e 16º. O velejador de 48 estava em quarto antes das disputas e agora aparece no sexto posto na classificação, com 86 pontos perdidos.

Martine Grael e Kahena Kunze durante regata disputada nesta sexta-feira na Baia de Endoshima Carlos Barria/Reuters
Martine Grael e Kahena Kunze durante regata disputada nesta sexta-feira na Baia de Endoshima Carlos Barria/Reuters
Foto: Carlos Barria / Reuters

Handebol masculino desencanta

O Brasil chegou à sua primeira vitória no handebol masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio. A Seleção Brasileira foi superior durante toda a partida e venceu a Argentina por 25 a 23, nesta quinta-feira, pelo grupo A da competição. Com isso, o time brasileiro só precisa superar a Alemanha, neste sábado, às 7h30 (horário de Brasília), para avançar à próxima fase.

Brasil vence Argentina no handebol masculino
Brasil vence Argentina no handebol masculino
Foto: cms / cms

Zé Toledo é cortado do handebol

A Seleção Brasileira masculina de handebol anunciou uma mudança no elenco que participa dos Jogos Olímpicos de Tóquio. O armador direito Zé Toledo foi cortado por lesão sofrida no joelho esquerdo na derrota para a França e o técnico Marcus Tata convocou Henrique Teixeira como substituto.

Zé Toledo em ação pelo Brasil contra a Noruega em estreia nos Jogos Olímpicos
Zé Toledo em ação pelo Brasil contra a Noruega em estreia nos Jogos Olímpicos
Foto: Susana Vera/Reuters

Ítalo quer bi mundial

De volta ao Brasil após conquistar a medalha de ouro na Olimpíada, Ítalo Ferreira não quer saber de descanso. O primeiro campeão olímpico da história do surfe já listou tudo o que pretende fazer em seu retorno à Baía Formosa, no Rio Grande do Norte. Ele pretende lançar neste ano seu instituto e também seu aguardado documentário, seguir na briga pelo bicampeonato no Circuito Mundial e, ao mesmo tempo, virar motivo de inspiração para as pessoas.

Ítalo Ferreira foi medalhista de ouro na primeira edição do surfe nos Jogos Olímpicos (Jonne Roriz/COB)
Ítalo Ferreira foi medalhista de ouro na primeira edição do surfe nos Jogos Olímpicos (Jonne Roriz/COB)
Foto: LANCE!

Pepê fora da final

O Brasil não terá representante na final da canoagem slalom nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Pedro Gonçalves, o Pepê, fez o segundo pior tempo da semifinal na madrugada desta sexta-feira (horário de Brasília) e ficou de fora da lista com os dez finalistas na categoria K1 (caiaque). Ele levou três penalidades em sua descida e completou o percurso em 104s33, se despedindo na 19ª colocação.

Pepê Gonçalves terminou os Jogos Olímpicos de Tóquio na 19ª colocação nesta sexta-feira Miriam Jeske/COB
Pepê Gonçalves terminou os Jogos Olímpicos de Tóquio na 19ª colocação nesta sexta-feira Miriam Jeske/COB
Foto: Miriam Jeske / COB

Renato Rezende em 7º

Com direito a queda na segunda bateria do ciclismo BMX, o brasileiro Rafael Rezende terminou as semifinais na 7ª posição de seu grupo e não se classificou para as finais da competição em Tóquio.

Renato Rezende deixa os Jogos Olímpicos de Tóquio na semifinais (Foto: Wander Roberto/COB)
Renato Rezende deixa os Jogos Olímpicos de Tóquio na semifinais (Foto: Wander Roberto/COB)
Foto: LANCE!

Luana Lira eliminada

Em sua estreia em uma edição dos Jogos Olímpicos, Luana Lira não avançou às semifinais dos saltos ornamentais. Na preliminar do trampolim de 3 metros, a brasileira fechou sua participação em Tóquio na 21ª colocação entre 27 competidoras e não conseguiu vaga entre as 18 semifinalistas.

Luana Lira realiza seu salto nesta sexta-feira nos Jogos Olímpicos de Tóquio Marko Djurica/Reuters
Luana Lira realiza seu salto nesta sexta-feira nos Jogos Olímpicos de Tóquio Marko Djurica/Reuters
Foto: Marko Djurica / Reuters

Último no remo

O atleta brasileiro Lucas Verthein foi o sexto e último colocado na final B do torneio de remo skiff simples da Olimpíada de Tóquio, disputada na noite desta quinta-feira (no horário de Brasília). Com isso, ele se despede do Japão terminando na 12ª colocação da classificação geral de sua modalidade.

Lucas Verthein durante a final B do remo skiff simples nos Jogos de Tóquio
Lucas Verthein durante a final B do remo skiff simples nos Jogos de Tóquio
Foto: Leah Millis/Reuters

 

Fonte: Equipe portal
Publicidade
Publicidade