PUBLICIDADE

Alison dos Santos avança à semifinal dos 400m com barreiras

Brasileiro de 21 anos fez boa prova em bateria eliminatória dos Jogos Olímpicos e terminou na segunda colocação sem fazer muito esforço

29 jul 2021 23h52
| atualizado em 30/7/2021 às 00h27
ver comentários
Publicidade

Esperança de medalha para o Brasil no atletismo, Alison dos Santos se classificou para a semifinal dos 400m com barreira nos Jogos Olímpicos de Tóquio. No primeiro dia de atletismo da Olimpíada, o brasileiro fez boa prova e terminou na segunda colocação sem fazer muito esforço.

Alison dos Santos (na raia 6) completa a sua bateria eliminatória na segunda posição
Alison dos Santos (na raia 6) completa a sua bateria eliminatória na segunda posição
Foto: Phil Noble/Reuters

Ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima, Alison é um dos principais nomes do atletismo brasileiro na atualidade. O brasileiro também foi prata no Mundial de revezamentos deste ano. Na primeira prova desta Olimpíada, fez o tempo de 48s42 e ainda dosou o gás para as próximas fases.

Na terceira bateria classificatória para a próxima fase da prova, o outro brasileiro na disputa, Márcio Teles, não conseguiu avançar às semifinais. O brasileiro arrancou bem, mas perdeu fôlego no fim e acabou apenas na sétima colocação da bateria, com tempo de 49s70.

Em outra prova do primeiro dia do atletismo em Tóquio, os brasileiros Fernando Ferreira e Thiago Moura não tiveram sucesso em suas tentativas de ir à final do salto em altura. Eles não ultrapassaram a marca de 2,25m na segunda rodada e foram eliminados.

Na primeira rodada, Fernando, no grupo A, e Thiago, no grupo B, conseguiram passar da marca dos dois metros e 17 centímetros. Porém, na segunda, eles falharam ao tentar superar a marca de dois metros e 25 centímetros nas três tentativas que tiveram.

Eliminação e desabafo

Além das eliminações de Fernando Ferreira e Thiago Moura no salto em altura, o atletismo brasileiro teve outra despedida nos Jogos Olímpicos de Tóquio neste primeiro dia de disputas da modalidade. Altobeli da Silva ficou em nono lugar nos 3000m com barreira, no tempo de 8m29s17, e não conseguiu avançar à final.

Após a prova, o atleta mostrou sua tristeza com o resultado obtido na prova e desabafou sobre sua dedicação ao esporte. "Cara, é uma frustração muito grande. Quando você não treina, você não se dedica, quando você dá 'migué', vai para festinha é uma coisa. O problema é quando você abre mão de tudo isso, se isola. Aí você vem e espera um resultado bom e acontece isso que aconteceu, Eu sinceramente fico sem entender e minha vontade por dentro é de chorar", disse Altobeli ao SporTV após a prova.

"Porque eu treinei para caramba, eu treinei muito para estar aqui. Eu merecia classificar, porque eu treinei para cacete. Eu não sei o que aconteceu que eu endureci as pernas. Eu treinei muito fiz os melhores treinos da minha vida. Rio-2016 eu fui finalista e não treinei o que eu treinei agora. Me dediquei para caramba, é uma decepção muito grande", continuou.

Altobeli ainda analisou os treinamentos e o desempenho de seus adversários, voltando a lamentar o fato de não ter conseguido um melhor resultado. 

"Ao ponto de você analisar: será que está valendo a pena? Porque, pô, se dedicar, se dedicar... Se desse certo de ficar um período lá na Europa seria excelente. É uma ideia que fica para essa molecada que esta vindo, promissora que tem condição de estar numa Olimpíada. Essa é a minha visão, porque você chegar aqui e você entender que os caras sempre mantêm o alto nível. O que esses caras fazem de diferente, porque eles estão sempre acertando as provas? E eu não estou devendo nada para os caras, não estou, eu sei o que alguns caras treinam. Tiveram caras que chegaram na minha frente que eu treino mais que eles", indagou o atleta.

"Não estou tirando o mérito deles, estou falando por mim. Não estou dizendo que eu merecia ganhar, mas merecia um resultado melhor pela minha dedicação. Ficar longe da família, isolado, solitário me dedicando só nisso, sábado, domingo, dormindo cedo. Me cobro muito, esse resultado não gostei. 'Ah, mas só de estar aqui você já é um vencedor', beleza, mas se eu estou aqui porque não vou buscar mais?", concluiu.

Na Olimpíada do Rio-2016, Altobeli chegou à final e chegou em 11º lugar, com tempo de 8m26s30.

 

Lance!
Publicidade
Publicidade