0

Tradições familiares marcam disputas no hipismo

A forte cumplicidade se estende também para as relações entre atletas, que muitas vezes disputam espaço na arena com outros familiares

17 ago 2016
10h00
  • separator
Manuel Almeida - Irmão de Luiza Almeida, o paulista Manuel Almeida tem 22 anos e é estreante em Olimpíadas. É campeão paulista e conquistou o vice-campeonato brasileiro em 2015. (na foto, à esquerda)
Manuel Almeida - Irmão de Luiza Almeida, o paulista Manuel Almeida tem 22 anos e é estreante em Olimpíadas. É campeão paulista e conquistou o vice-campeonato brasileiro em 2015. (na foto, à esquerda)
Foto: Divulgação

Igualdade de gênero, sintonia completa entre animal e humano… O hipismo é, definitivamente, um esporte surpreendente. A forte cumplicidade se estende também para as relações entre atletas, que muitas vezes disputam espaço na arena com outros familiares.

Nos Jogos Olímpicos de 2016 temos muitos exemplos. No time britânico de hipismo, lutando pelo ouro em salto, estão os irmãos Michael e John Whitaker. No hipismo brasileiro, por exemplo, três irmãos competiram na modalidade adestramento: Luiza, Manuel e Pedro de Almeida. 

A tradição do hipismo também passa de pais para filhos, como no caso da portuguesa de salto Luciana Diniz, filha de Lica Diniz, campeã de adestramento. Também participaram da Rio 2016 o casal neozelândes Tim e Jonelle Price, na modalidade CCE (concurso completo de equitação).

Veja outras relações familiares que marcaram a história do hipismo nas Olimpíadas 

- Os irmãos Whitaker já competiram entre si em nove Jogos Olímpicos;

- Ludger Beerbaum e sua cunhada law Meredith Micheals Beerbaum (reserva no salto) já competiram entre si em oito edições de Jogos Olímpicos.

- O japonês Taizo Sugitani disputa sua sexta Olimpíada na modalidade Salto. Tanto seu pai quanto seu avô também competiram em diversos Jogos Olímpicos.

- Ian Millar bateu o recorde de competição com participação em dez Jogos Olímpicos e, na Rio 2016, sua filha, Amy, está competindo pela equipe canadense de Salto.

- Os irmãos brasileiros Luiza e Pedro Tavares Almeida, do Brasil, competiram juntos na equipe de Adestramento e seu irmão Manuel foi o cavaleiro reserva do time.

- O casal Edward Gal e Hans Peter Minderhoud competiram juntos no time holandês de adestramento.

- Os irmãos Ben e Felix Vogg foram escolhidos para representar a Suíça no CCE. Seu avô Roland Perret competiu nos Jogos Olímpicos de 1956 em Estocolmo e sua mãe Daniele Vogg e irmão Christian também participaram de competições internacionais.

- Jonelle e Tim Price são casados e integraram a equipe de CEE da Nova Zelândia. Tim foi o cavaleiro reserva.

- O alemão Andreas Ostholt é cunhado de Sara Algotsson Ostholt da Suécia – ambos competiram no CCE na Rio 2016. Sara é irmã de Linda Algotsson, que competiu pela Suécia em quatro ocasiões: em 1996, 2004, 2008 e 2012.

- Os irmãos Luca e Pietro Roman estiveram na equipe italiana de CCE. Essa foi sua primeira participação em Jogos Olímpicos, mas ambos trilham o caminho de seu pai e tio Federico e Mauro, que ganharam a prata no hipismo CCE nos Jogos Olímpicos de 1980 em Moscou.

 

 

Veja também:

Lembre os jogos que o São Paulo está sem perder no Brasileirão
Fonte: Terra
publicidade