PUBLICIDADE
Logo do

Internacional

Favoritar Time

Edenilson troca nome para "macaco" em rede social após perícia da Polícia: "Já nos calaram"

8 jun 2022 - 16h32
(atualizado às 20h48)
Ver comentários
Publicidade

O meio-campista Edenilson, do Internacional, utilizou as redes sociais para se pronunciar pouco depois da divulgação da perícia de leitura labial realizada pelo Instituto-Geral de Perícias (IGP) do Rio Grande do Sul. Ele acusa o jogador Rafael Ramos, do Corinthians, de injúria racial, mas o laudo emitido pelo órgão não conseguiu identificar o que foi dito pelo jogador português.

Foto: Gazeta Esportiva

Edenilson se manifestou nas redes sociais (Foto: Reprodução/redes sociais)

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul divulgou nesta quarta-feira que não foi possível identificar o que foi dito pelo jogador alvinegro ao colorado na noite do dia 14 de maio, em jogo realizado no Beira-Rio.

O laudo da leitura labial solicitado pelo órgão tem 40 páginas e foi enviado nesta quarta-feira pelo Instituto-Geral de Perícias (IGP) do Rio Grande do Sul à 2ª Delegacia de Polícia de Porto Alegre, responsável pelo caso.

"Por essas razões, é impróprio que a perícia criminal oficial do Estado afirme, com responsabilidade do ponto de vista processual e científico, o que foi proferido pelo jogador na cena questionada", diz parte da nota enviada pelo IGP.

Antes, o Corinthians havia contratado duas perícias para compor a defesa de seu jogador, sendo que ambas relataram que Rafael Ramos não proferiu a palavra "macaco", alegada por Edenilson.

Inter declara apoio ao jogador

O Internacional demonstrou apoio a Edenilson em suas redes sociais na noite desta quarta-feira, depois de o jogador ter se manifestado. O clube escreveu que "a luta contra o racismo é constante e não podemos recuar", reiterando "apoio a Edenilson" e que "acompanha de perto o caso envolvendo o nosso atleta".

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade