PUBLICIDADE

Vasco critica mudança na data de clássico e diz que decisão favorece Flamengo

Antes marcado para quarta, duelo entre cruz-maltinos e rubro-negros é reagendado para quinta-feira

12 abr 2021
22h16 atualizado às 22h18
0comentários
22h16 atualizado às 22h18
Publicidade

A direção do Vasco veio a público nesta segunda-feira para criticar a mudança na data do clássico com o Flamengo, adiado de quarta para quinta desta semana, pela nona rodada da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca. Para o clube cruzmaltino, a decisão beneficia o rival.

"O Club de Regatas Vasco da Gama repudia a repentina mudança da data de seu jogo contra o Flamengo, decisão tomada, à toda evidência, para favorecer um dos times envolvidos no confronto, e sem que houvesse qualquer consulta ao Vasco da Gama", registrou o direção vascaína, em comunicado. "O Vasco da Gama lamenta a equivocada decisão da federação que acaba com o equilíbrio entre todos os seus filiados e a própria credibilidade da competição que organiza."

O Vasco disse que não foi consultado sobre a alteração. "Para agravar a situação, na manhã desta segunda (12), por volta das 11h36, o Clube recebeu um e-mail com a tabela atualizada da competição anexada, sem nenhuma alteração da data do jogo em questão. Logo após esse comunicado, outra confirmação: foi realizada uma reunião virtual, com participação da FERJ e de representantes dos dois clubes (Vasco e Flamengo), para definir todo o Plano de Ação e Contingência da partida."

Para a diretoria vascaína, "inexiste qualquer motivo legítimo que justifique a mudança de data às vésperas do confronto". E classificou a decisão de "arbitrariedade" da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), "atuando de forma não igualitária perante seus filiados".

O time alegou ainda que havia feito programação especial para o clássico. E que a mudança derrubou o planejamento do clube. "O departamento de futebol, o departamento de saúde e performance e a comissão técnica elaboraram um planejamento para o Clássico dos Milhões, que incluiu o retorno imediato de Tombos (MG) logo após o compromisso pela segunda fase da Copa do Brasil. A estratégia contou ainda com a ausência de folga mesmo após uma viagem desgastante e treinamentos diários no CT do Almirante, na Cidade de Deus, inclusive no sábado e no domingo."

O Flamengo entrou em campo pela última vez na manhã de domingo, para a disputa da Supercopa do Brasil, contra o Palmeiras, em Brasília (DF). O time rubro-negro venceu nos pênaltis e se sagrou bicampeão.

Estadão
Publicidade
Publicidade