0

Relembre boleiros que foram parar atrás das grades

Goleiro Bruno é o caso mais emblemático, mas craques como Edmundo, Romário e Maradona também já foram presos

16 mar 2020
08h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Um dos maiores nomes da história do futebol brasileiro e mundial, o ex-meia Ronaldinho Gaúcho foi preso na Paraguai junto do irmão dele, o também ex-meio-campista e empresário Assis, por tentar entrar no país com passaporte falso. No entanto, R10 está longe de ser o único boleiro que foi parar atrás das grades. Relembre 15 astros do futebol que foram encarcerados.

Ronaldinho e Assis, algemados, na Suprema Corte do Paraguai
07/03/2020
REUTERS/Jorge Adorno
Ronaldinho e Assis, algemados, na Suprema Corte do Paraguai 07/03/2020 REUTERS/Jorge Adorno
Foto: Reuters

Bruno

Imagem de arquivo do goleiro Bruno Fernandes
Imagem de arquivo do goleiro Bruno Fernandes
Foto: Wagner Sidney Silva / Futura Press

O ex-goleiro Bruno, com passagens por gigantes do futebol brasileiro como Atlético-MG, Corinthians e Flamengo, é o caso mais emblemático de um jogador que terminou preso. Condenado por ser o mandante do assassinato de Eliza Samudio, ex-amante do jogador e mãe de um de seus filhos, o ex-atleta nega participação no crime até hoje. O caso ocorreu em 2010.

No entanto, outros suspeitos, incluindo um primo do atleta, testemunharam contra Bruno, garantindo a prisão do ex-arqueiro. O corpo da vítima jamais foi localizado. Ainda encarcerado, Bruno já conseguiu autorizações da Justiça para ir para o regime semi-aberto e voltar a jogar futebol profissionalmente. Ele chegou a acertar e foi anunciado por algumas equipes, no entanto, os clubes desistiram de contar com o profissional após reclamações de torcedores.

Leônidas da Silva

Leônidas da Silva ficou preso durante oito meses em 1941
Leônidas da Silva ficou preso durante oito meses em 1941
Foto: Reprodução

Tido por muitos como o primeiro grande ídolo da história da futebol brasileiro, o histórico Leônidas da Silva foi detido em 1941 por um motivo inusitado: o craque falsificou o documento de dispensa do serviço militar e, por conta disso, ficou encarcerado por oito meses em um quartel no bairro do Realengo, no Rio de Janeiro. Pouco depois de sair da prisão, o Diamante Negro deixou o Rio de Janeiro rumo ao São Paulo, onde viveu um dos melhores momentos de sua carreira e se tornou ídolo incontestável.

Vampeta

Vampeta foi detido por portas bebidas no Kuwait
Vampeta foi detido por portas bebidas no Kuwait
Foto: Djalma Vassão / Gazeta Press

Conhecido pelo jeito irreverente e por contar seus "causos" da época de jogador, o ex-volante Vampeta, campeão mundial pelo Corinthians e pela Seleção Brasileira achou um jeito cômico até de ser detido: quando jogava no futebol do Kuwait, o atleta foi flagrado por policiais com seis litros de vinho escondidos em garrafas de isotônico dentro de seu carro.

No país, conhecido por ser um dos mais conservadores do planeta, as bebidas alcoólicas são proibidas. O Velho Vamp, no entanto, não chegou nem a dormir na cadeia, pois teve sua fiança paga na mesma noite pelo também jogador Adiel.

Romário

Romário passou uma noite na cadeia por não pagar pensão (Foto: Divulgação)
Romário passou uma noite na cadeia por não pagar pensão (Foto: Divulgação)
Foto: LANCE!

Ídolo por onde passou e grande nome da conquista do tetracampeonato do Brasil em 1994, o hoje político Romário também já ficou preso por uma noite. Em 2009, o craque atrasou a pensão alimentícia de uma de suas ex-mulheres, e foi parar atrás das grades até efetuar o pagamento.

Edmundo

Edmundo foi preso após causar grave acidente automobilístico
Edmundo foi preso após causar grave acidente automobilístico
Foto: Divulgação / LANCE!

Companheiro de Romário em vários momentos da carreira, o também ex-atacante Edmundo, que é ídolo de gigantes como Palmeiras e Vasco, foi detido por envolver em um grave acidente automobilístico em 1995.

Três pessoas acabaram morrendo no desastre e Edmundo, que estava embriagado, chegou a ser condenado a quatro anos de cadeia, mas conseguiu um habeas corpus um dia após a prisão, em 2011. A pena do craque acabou sendo extinta pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Edílson

Edílson Capetinha foi preso três vezes por não pagar pensão
Edílson Capetinha foi preso três vezes por não pagar pensão
Foto: LANCE!

Em 2018, o ex-atacante Edílson, outro campeão de 2002 com a Seleção, foi detido em Santa Catarina por não pagar pensão alimentícia. Após ficar três dias encarcerado, o ex-jogador conseguiu um acordo com a ex-esposa e deixou a cadeia. No entanto, o ídolo do Corinthians já havia sido preso pelo mesmo motivo outras duas vezes. A primeira em em 2014 e a segunda em 2016.

Cantona

Agressão famosa não rendeu cadeia para Cantona, que acabou sendo preso anos depois
Agressão famosa não rendeu cadeia para Cantona, que acabou sendo preso anos depois
Foto: Reuters

O polêmico atacante francês, que fez história no Manchester United, foi preso em 1995 após uma briga em um bar em Londres. Ele foi solto poucas horas depois com uma citação de lesão corporal.

Em um dos momentos mais marcantes da carreira do francês ele deu uma voadora em um torcedor logo após ser expulso de uma partida. A agressão chegou a render uma condenação, mas o atleta acabou tendo a pena reduzida para serviços comunitários. Até hoje, Cantona diz se orgulhar de ter "batido em um hooligan".

Breno

Breno hoje joga pelo Vasco
Breno hoje joga pelo Vasco
Foto: David Nascimento/Lancepress / LANCE!

O zagueiro formado nas categorias de base do São Paulo e hoje atleta do Vasco acabou se envolvendo com a justiça alemã quando jogava pelo Bayern de Munique. Investigadores provaram que o defensor foi responsável por atear fogo na própria casa. Após ter a farsa descoberta, o jogador alegou que o motivo teria sido uma depressão causada pelas seguidas lesões no joelho.

Breno ficou quase quatro anos preso na Alemanha, mas acabou tendo a pena reduzida e conseguiu voltar ao futebol brasileiro. Apesar disso, as lesões seguem sendo um problema para o zagueiro, que ainda está com 30 anos.

Maradona

Diego Maradona foi preso por porte de cocaína em 1991
Diego Maradona foi preso por porte de cocaína em 1991
Foto: Reuters

Ídolo maior do futebol argentino, Maradona tem uma carreira marcada por polêmicas e depedência química. Em 1991, o craque estava em uma festa no apartamento de um cunhado, quando foi detido junto de outras duas pessoas por porte de cocaína. Assim como outros atletas dessa lista, Dom Diego passou apenas uma noite no cárcere.

Zé Elias

Zé Elias e Rincón também já foram presos
Zé Elias e Rincón também já foram presos
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

Mais um que foi parar atrás das grandes por não pagamento de pensão alimentícia, o ex-volante Zé Elias tem como diferença o fato de ter ficado os 30 dias determinados pela Justiça brasileira na prisão. O ex-atleta não conseguiu entrar em acordo com a ex-esposa da época e um novo valor para a pensão foi resolvido apenas na Justiça.

Rincón

Ídolo de Corinthians e da seleção colombiana, Freddy Rincón passou mais de 100 dias preso em São Paulo acusado de tráfico e lavagem de dinheiro. O caso aconteceu em 2007. O ex-craque sempre alegou inocência e diz que o governo do Panamá, responsável pela denúncia, armou uma emboscada contra ele.

"Sei que a vingança não é o sentimento ideal, mas não vou perdoar quem fez a minha família sofrer tanto. Fui apenas um bode expiatório de uma situação envolvendo gente poderosa do Panamá", disse o ex-jogador logo após deixar a cadeia. Ainda segundo Rincón, as acusações vieram após ele investir em negócios de empresários panamenhos.

Piá

Piá foi preso três vezes por tentativa de furto
Piá foi preso três vezes por tentativa de furto
Foto: reprodução / LANCE!

Jogador de passagem marcante na Ponte Preta, o ex-meio campista Piá já foi preso três vezes por tentativa de furto. O ex-atleta foi acusado de envolvimento com uma quadrilha que roubava caixas eletrônicos no inteior de São Paulo e foi detido nas cidades de Campinas, Bauru e Americana, respectivamente.

O ex-meia também teve passagens por porte de drogas e não pagamento de pensão, além de uma acusação de homicídio qualificado em 1999, da qual acabou absolvido.

Viola

Viola já foi preso em duas ocasiões
Viola já foi preso em duas ocasiões
Foto: Reprodução de internet / LANCE!

Polêmico dentro e fora de campo, o ex-centroavante Viola, campeão da Copa do Mundo de 1994 com a Seleção Brasileira já foi preso duas vezes, a primeira em 2006, por porte ilegal  de armas. Na segunda vez, seis anos depois, voltou a ser detido pelo mesmo motivo, além de violência doméstica e desobedecer ordem judicial.

Higuita

Irreverente e polêmico, o colombiano René Higuita foi preso, em 1993, acusado de participação em um sequestro
Irreverente e polêmico, o colombiano René Higuita foi preso, em 1993, acusado de participação em um sequestro
Foto: Reprodução de internet / LANCE!

O irreverente goleiro colombiano Higuita acabou detido em 1993 por uma acusação séria: participação em um sequestro. Acabou ficando alguns meses encarcerado e perdeu sua vaga no selecionado local para a Copa do Mundo do ano seguinte. A investigação seguiu e o arqueiro acabou sendo inocentado do suposto crime.

Paul Gascoigne

Gascoigne já foi preso algumas vezes
Gascoigne já foi preso algumas vezes
Foto: Lee Smith / Reuters

Considerado um dos maiores talentos da história do futebol inglês, Paul Gascoigne caiu no alcoolismo e, por conta da doença, acabou detido algumas vezes. Em 2013, foi preso após uma briga em bar na Inglaterra. Já em 2018, tentou beijar uma mulher a força em trem enquanto estava intoxicado. Outras passagens do ex-meio campista pela polícia incluem perturbação da ordem pública, posse de drogas e dirigir embriagado.

Veja também:

 

Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade