PUBLICIDADE

O cara do jogo: Kamil Grosicki

28 jun 2018 13h47
| atualizado às 13h47
ver comentários
Publicidade

Pela terceira e última rodada do Grupo H da Copa do Mundo da Rússia, a Polônia entrou em campo eliminada contra o Japão, nesta quinta-feira. Os europeus, porém, levaram a melhor na Arena Volgogrado e, com 1 a 0 no placar, se despediram da competição de maneira digna. O nome do jogo foi o meia Kamil Grosicki, jogador mais perigoso durante os 90 minutos e que contribuiu para o triunfo de sua equipe.

Grosicki conseguiu destaque em meio à falta de inspiração do setor ofensivo polonês, que, mesmo com a presença do artilheiro Robert Lewandowski, não mostrou um futebol de qualidade ao longo da primeira fase do Mundial. Jogando pelo lado direito do campo, o meia participou dos principais lances de perigo da Alvirrubra, com a exceção do gol de Bednarek, aos 14 do segundo tempo.

Foi ele quem cabeceou a bola aos 31 minutos do primeiro, após cruzamento da direita, e obrigou o goleiro Kawashima a se esticar todo para evitar o gol, em uma das defesas mais difíceis desta Copa.

Na etapa final, Grosicki fez mais duas boas jogadas, que quase originaram gols para a Polônia. Na primeira, arrancou em contra-ataque e serviu ótimo passe para Lewandowski na área. O camisa nove, no entanto, não pegou bem na bola e desperdiçou a oportunidade. Depois, em ótima ação na lateral, chegou à linha de fundo e cruzou rasteiro, novamente buscando Lewandowski. O passe desviou em um zagueiro no meio do caminho e acabou levando muito perigo ao gol japonês. Mas Kawashima estava atento e conseguiu salvar os asiáticos.

A Polônia se despediu da Copa do Mundo da Rússia na lanterna do Grupo H, com apenas três pontos ganhos. Senegal terminou em terceiro com quatro, a mesma pontuação do vice-líder Japão, que superou os africanos no quesito Fair Play, ao terminar a primeira fase com um cartão amarelo a menos. A primeira colocada foi a Colômbia, com seis pontos.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade