3 eventos ao vivo
Logo do Liga dos Campeões
Foto: Terra

Liga dos Campeões

Não deu! Buffon atrapalha Barça, mas fica sem título inédito

Goleiro fez o que pôde, mas não conseguiu evitar derrota ao avassalado Barcelona da temporada 2014/15

6 jun 2015
18h43
atualizado às 18h45
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Gianluigi Buffon não seria derrotado na final desta Liga dos Campeões da Europa sem uma boa luta. Porém, logo aos 4min de jogo, a Juventus pareceu que levaria um vareio do Barcelona no Estádio Olímpico de Berlim. A surra não ocorreu, e o capitão liderou os companheiros em uma final digna, mas não teve como evitar a derrota que resultou no sexto vice-campeonato da história do clube italiano.

Em pouco tempo, a equipe italiana estava atrás no marcador e precisou se expor contra o melhor ataque do mundo, formado por Lionel Messi, Neymar e Luis Suárez. A necessidade deixou espaços, e os catalães tiveram uma chance claríssima de ampliar com Daniel Alves.

Buffon salva Juventus em lance de Daniel Alves no primeiro tempo
Buffon salva Juventus em lance de Daniel Alves no primeiro tempo
Foto: Shaun Botterill / Getty Images

Campeão do mundo pela seleção e multicampeão italiano na Juventus, Buffon, já caído, não deixou a chance de conquistar sua primeira Liga dos Campeões escapar tão rápido. O veterano esticou o braço contra a direção que o corpo se deslocava e evitou o gol do lateral brasileiro.

A história se repetiu em outros ataques do Barcelona, mas foi só no segundo tempo que o goleiro fez outro "milagre", que manteve os italianos vivos na decisão. Cara a cara com Suárez, Buffon saltou à direita e negou outro gol aos catalães com muita agilidade.

O empate, marcado por Morata, levou o goleiro à loucura. Como fez contra o Real Madrid, o camisa 1 extravasou as emoções do lado oposto do campo. Alegria que durou pouco, pois o clube azul-grená retomou a frente em um lance que o ídolo da Juventus ficou em uma situação de impotência.

Buffon e Juventus lamentam gol de Rakitic do Barcelona
Buffon e Juventus lamentam gol de Rakitic do Barcelona
Foto: Frank Augstein / AP

Buffon salvou mais uma vez em finalização de fora da área de Messi. Entretanto, a defesa não foi suficiente, pois a bola sobrou nos pés de Suárez, que foi letal em um só toque e colocou o Barça em vantagem novamente.

As redes da Juventus balançariam mais duas vezes: uma que não valeu porque Neymar contou com um desvio na mão para superar o camisa 1, e a última que encerrou a partida, em um contra-ataque no último lance definido pelo brasileiro fora do alcance.

O goleiro do clube de Turim fez o que pôde, mas faltaram gols dos companheiros para que o sonho de levantar a taça inédita permanecesse vivo. Chegar a esta final, como os próprios jogadores e o técnico da Juventus admitiram, foi uma surpresa que veio antes da hora. Para Buffon, 37 anos, pode ter sido as últimas duas horas para vencer uma Champions.

 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade