PUBLICIDADE

Fifa elogia árbitro de vídeo e desconversa sobre Confederações

1 jul 2017 13h21
ver comentários
Publicidade

A final da Copa das Confederações acontece neste domingo, às 15h00 (de Brasília), com o duelo entre Chile e Alemanha. A competição utilizou o recurso do árbitro de vídeo durante as partidas e o sistema foi elogiado por Gianni Infantino, presidente da Fifa.

"Escrevemos história aqui na Rússia com a utilização do VAR (Video Assistant Referee), e, ao meu ver, foi um grande sucesso. Se um torneio problemático se parecer com este, então, eu quero mais torneios problemáticos pela frente", avaliou Infantino em entrevista coletiva neste sábado.

O presidente da maior entidade do futebol mundial também elogiou a atmosfera das Confederações, que está sendo disputada na Rússia, casa da Copa do Mundo do próximo ano. "A Copa das Confederações tem sido um sucesso em muitos pontos. Antes do torneio, ouvimos muitas pessoas falando que teríamos problemas aqui. Na realidade, tivemos grandes jogos e uma grande atmosfera", acrescentou.

Quando questionado sobre o futuro da Copa das Confederações, Infantino preferiu desconversar e focar na final deste domingo que, segundo a imprensa internacional, pode ser a última da história do torneio.

"O destino da competição? São os jogos finais, o que acontecerá depois, nós estamos analisando e avisaremos quando chegar uma conclusão. Talvez sim, talvez não", afirmou Infantino.

Presidente da comissão de arbitragem da Fifa, o ex-árbitro Pierluigi Collina também saiu em defesa do árbitro de vídeo, afirmando que os juízes que participaram da Copa das Confederações se sentiram "menos pressionados".

"O VAR é uma ferramenta muito positiva para o esporte e ajuda os árbitros a não cometerem erros. Isso foi o que aconteceu durante a competição, e eu concordo com o presidente da Fifa: estamos muito felizes com o resultado. Sabemos que podemos melhorar, mas seria até surpreendente após poucos jogos tudo ser perfeito", comentou Collina.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade