PUBLICIDADE

Marcelo treina em separado e desfalcará Real contra Levante

O lateral-esquerdo brasileiro ainda se recupera de uma lesão em uma das panturrilhas

19 ago 2021 12h41
| atualizado às 12h42
ver comentários
Publicidade

O lateral-esquerdo brasileiro Marcelo treinou em separado nesta quinta-feira e será um dos desfalques do
Real Madrid na partida contra o Levante, neste domingo, em Valência, pela segunda rodada do Campeonato Espanhol. O experiente defensor sofreu lesão em uma das panturrilhas e não teve tempo de afastamento estimado pelo departamento médico.

Marcelo segue fora do Real Madrid Divulgação/Real Madrid
Marcelo segue fora do Real Madrid Divulgação/Real Madrid
Foto: Divulgação / Real Madrid

Nesta quinta-feira, Marcelo chegou a pisar no gramado do centro de treinamento do Real Madrid e alternou alguns exercícios físicos no local e na academia localizada nas instalações do clube.

Para o segundo jogo da equipe da capital no Campeonato Espanhol, que goleou o Alavés na estreia por 4 a 1, fora de casa, o técnico italiano Carlo Ancelotti terá ainda mais quatro desfalques. Não atuarão, também por problemas físicos, o lateral-esquerdo francês Ferland Mendy, o meia alemão Toni Kroos, o meia espanhol Dani Ceballos e o atacante dominicano Mariano Díaz.

Por outro lado, o lateral-direito espanhol Dani Carvajal vem apresentando uma boa evolução nos últimos dias e tem possibilidade de entrar em campo no estádio Santiago Bernabéu, em Madri, para o duelo contra o Levante.

Após 45 dias de trabalho no Real Madrid, Ancelotti se mostra feliz com o desempenho do time neste início de temporada. Entre os aspectos citados pelo comandante como positivos, está a vontade demonstrada pelos jogadores veteranos do elenco.

"Trabalhamos muito, os jogadores têm ido muito bem, há muita qualidade nos jovens e um grande empenho nos veteranos. Gostei muito disso, o empenho do Carvajal, Nacho, Marcelo, Lucas (Vázquez) e Isco, jogadores que ganharam tudo e ainda querem. Esperança e fome de ter uma grande temporada como todos nós gostaríamos", disse o treinador.

 

Estadão
Publicidade
Publicidade