PUBLICIDADE

Pressionado, Corinthians faz semifinal diante do Palmeiras, seu maior algoz em Itaquera

Depois de jogos ruins no Paulistão, time de Mancini encara rival que não perdeu últimos três clássicos em Itaquera

16 mai 2021 05h10
| atualizado às 15h00
ver comentários
Publicidade

A semifinal do Paulistão entre Corinthians e Palmeiras, neste domingo, na Neo Química Arena, tem pesos diferentes para os dois rivais. O dono da casa chega pressionado após a queda na fase de grupos da Copa Sul-Americana e uma campanha irregular no Campeonato Paulista que fez o técnico Vagner Mancini balançar no cargo. Por outro lado, o rival deu de ombros para o estadual, atuou com o time B na maioria dos jogos e priorizou a Libertadores.

Com mais pontos somados até agora (28 a 24), o Corinthians tem a vantagem de jogar a partida única e decisiva em casa. Empate no tempo normal leva a decisão da vaga na final para os pênaltis. Jogar em Itaquera, no entanto, não representa uma vantagem significativa. O Palmeiras não perdeu os últimos três clássicos em Itaquera (dois empates e uma vitória). A última derrota foi no dia 22 de julho do ano passado, na primeira fase do torneio estadual. Além disso, o time alviverde é o visitante com mais triunfos no estádio (quatro). O São Paulo, por exemplo, nunca venceu lá.

Vale lembrar que o Corinthians ajudou o Palmeiras a se classificar. A vitória sobre o Novorizontino por 2 a 1 ajudou o rival a avançar às quartas de final. "A gente vive de vitórias, o esporte é assim, e de maneira alguma pode ir contra aquilo que representa o clube, que dignifica o clube. A camisa do Corinthians é vitoriosa, de conquistas e não pode temer nenhum adversário", disse o técnico Vagner Mancini após o triunfo.

Depois de ter uma campanha irregular na primeira fase do torneio estadual, quando mais uma vez teve calendário apertado por causa dos compromissos por Recopa Sul-Americana, Supercopa, Paulistão e Libertadores, o Palmeiras embalou e vive um momento melhor na temporada. São seis vitórias consecutivas (Santo André, Defensa y Justicia, Santos, Ponte Preta, Independiente del Valle e Bragantino). É a melhor marca da era Abel Ferreira até agora. Na temporada, o Palmeiras ainda não foi derrotado atuando fora de casa na temporada. Em 11 partidas fora do Allianz Parque, a equipe tem um aproveitamento de 81,8% dos pontos disputados (oito vitórias e três empates).

Pelo lado corintiano, o técnico Vagner Mancini espera que a goleada diante do Peñarol por 4 a 0, que eliminou o time da Copa Sul-Americana na fase de grupos, não interfira emocionalmente no jogo de Itaquera. A história dos clássicos, no entanto, mostra que o retrospecto e o momento só interferem até a página 2.

A escalação dos times é uma incógnita. Após a classificação sobre o Bragantino, João Martins, auxiliar do técnico Abel Ferreira, despistou. Apenas Weverton, Gustavo Gómez e Renan começaram jogando. A diferença é que os poupados estavam no banco de reservas."Viemos de um fim de temporada e um início desgastante. Sabíamos dos riscos de jogar a cada 48 horas. Todos nós, o clube e todos os departamentos tentamos colocar os melhores a cada jogo. Tem vários fatores para tomar esta decisão, e a ideia é continuar", analisou.

Nome importante no elenco do Corinthians, o lateral Fagner é desfalque confirmado por pelo menos dez dias. O jogador foi diagnosticado com covid-19 e cumpre isolamento social. Fagner é peça-chave no esquema com três zagueiros, a maneira mais eficaz de o time atuar, de acordo com Mancini. O elenco não tem outro jogador de beirada de campo com características ofensivas. A saída será improvisar. A opção mais provável é tirar o zagueiro João Victor da última linha de defesa e adaptá-lo para o lado direito. Com isso, Bruno Méndez ou Gil devem retornar. Outra opção é recorrer aos garotos da base, como João Victor ou Mandaca.

Com times improvisados, o talento individual para garantir a vaga na final. No Palmeiras, Rony é o tem sido um nome decisivo. Com o gol em Bragança, ele se isolou como o artilheiro do time em 2021 com seis gols.

Luan tem sido um dos destaques do Corinthians nas últimas partidas. Após ficar devendo em várias partidas, ele voltou a jogar bem. Já soma três gols e deu duas assistências na temporada. "Queria pedir o apoio de vocês. Tem que brigar e lutar dentro de campo para o Corinthians sair vencedor", disse para a TV do clube.

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS x PALMEIRAS

CORINTHIANS - Cássio; João Victor, Jemerson e Raul; Ramiro, Gabriel, Roni, Lucas Piton e Mateus Vital; Luan e Cauê. Técnico: Vagner Mancini.

PALMEIRAS - Weverton; Luan, Gustavo Gómez e Renan; Marcos Rocha, Raphael Veiga, Felipe Melo, Patrick de Paula e Victor Luís; Rony e Luiz Adriano. Técnico: Abel Ferreira.

JUIZ - Flávio Rodrigues de Souza.

HORÁRIO - 16 horas (horário de Brasília).

LOCAL - Neo Química Arena, em Itaquera.

NA TV - Globo e SporTV.

Estadão
Publicidade
Publicidade