PUBLICIDADE

No embalo da Copa do Brasil, Santos encara lanterna de olho em evolução no Campeonato Brasileiro

Com a vaga encaminhada no torneio de mata-mata, Diniz quer o time com mais tranquilidade para voltar com a vitória no Sul

1 ago 2021 05h10
| atualizado às 05h10
ver comentários
Publicidade

Explorar o desespero da lanterna Chapecoense e aproveitar as lições tiradas da goleada do meio de semana aplicada sobre o Juazeirense. É dessa maneira que o técnico Fernando Diniz pretende motivar o Santos paampeora o confronto deste domingo, às 18h15, na Arena Condá, e, assim, buscar o equilíbrio que o time ainda não apresentou no Campeonato Brasileiro.

Garantido nas quartas de final da Sul-Americana, e com a vaga encaminhada na sequência da Copa do Brasil, o treinador santista quer transferir a eficiência que o time vem apresentando em torneios de mata-mata para o Nacional.

Com 16 pontos na classificação, o treinador sabe que um novo revés deixa o time em posição cada vez mais complicada. E o pior: com uma aproximação perigosa junto aos times que estão na zona de rebaixamento.

Para a partida em Chapecó, o técnico espera contar com a força de seus atacantes para explorar os contra-ataques. O desafio é quebrar essa sequência de tropeços na competição. Nos últimos cinco jogos, o time obteve apenas uma vitória, sofreu um empate e amargou três derrotas.

A vitória sobre o Juazeirense teve um roteiro que pode servir de laboratório para o duelo contra a Chapecoense. Apesar do placar elástico, a goleada de 4 a 0 foi construída nos minutos finais do jogo. Diante da pressão que a Chapecoense deve imprimir por necessitar dos três pontos, o treinador cobra inteligência de paciência da equipe.

"Os jogos estão cada vez mais equilibrados e temos que fazer em campo o que trabalhamos nos treinamentos", falou o técnico.

Já sem poder contar com Kaio Jorge, perto de trocar a Vila pelo futebol italiano, Diniz também não poderá utilizar Marinho, suspenso. Assim, o ataque deverá ser formado por Lucas Braga, Marcos Leonardo e Marcos Guilherme. No meio, ele aposta na experiência de Carlos Sánchez para cadenciar o ritmo do jogo e explorar a velocidade de seus atacantes.

Já pelos lados do time de Chapecó, o ambiente é de pura tensão. O Time ainda não venceu no Brasileiro, tem apenas quatro pontos e perdeu seus últimos cinco confrontos. O técnico Jair Ventura está ameaçado de demissão em caso de nova derrota dentro de casa.

O treinador vai contar com o retorno do centroavante Anselmo Ramón após cumprir suspensão pelo terceiro amarelo. Ele deverá ter a companhia de Fernandinho e Fabinho na frente. Dessa forma, Geuvânio e Moises Ribeiro vão para o banco de reservas.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE x SANTOS

Chapecoense: João Paulo; Matheus Ribeiro, Kadu, Derlan e Busanello; Léo Gomes, Anderson Leite e Felipe Baxola; Fabinho, Fernandinho e Anselmo Ramon. Técnico: Jair Ventura.

Santos: João Paulo; Madson, Luiz Felipe, Kaiky e Felipe Jonathan; Camacho, Jean Mota e Carlos Sánchez; Lucas Braga, Marcos Leonardo e Marcos Guilherme. Técnico: Fernando Diniz.

Juiz: Rodolpho Toski Marques (PR)

Horário: 18h15

Local: Arena Condá

Na TV: Pay-per-view

Estadão
Publicidade
Publicidade