PUBLICIDADE

Argentina x Suíça: Terra acompanha duelo minuto a minuto

30 jun 2014 23h06
| atualizado às 23h08
ver comentários
Publicidade

A Argentina venceu todos os seus jogos na primeira fase, mas não convenceu e até o técnico Alejandro Sabella reconhece que a equipe apresentou problemas. Assim, pressionada para evitar qualquer deslize, a seleção de Lionel Messi enfrenta nas oitavas de final, no Estádio de Itaquera, a Suíça, que errou até mais do que a adversária na fase de grupos. O Terra acompanha a partida minuto a minuto a partir das 12h30 (de Brasília).

<p>Leonel Messi é o artilheiro da Argentina, com quatro gols na Copa</p>
Leonel Messi é o artilheiro da Argentina, com quatro gols na Copa
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

“É uma nova etapa, não há margem de erro. Na primeira fase, quando cometia alguma falha, você tinha a possibilidade de se recuperar, mas agora é muito mais difícil. Estamos com o ânimo bom e temos de estar muito bem concentrados, com equilíbrio, porque não há como voltar. Contra rivais desse nível, o preço que você paga pelos erros é muito alto”, afirmou o treinador argentino.

As três vitórias conquistadas pela Argentina na primeira fase foram por um gol de diferença, mesmo em um grupo teoricamente mais fraco, e Sabella já admitiu que a equipe não está tão compacta quanto gostaria. Mas o treinador está confiante no desempenho do elenco.

“Temos muitos jogadores em um bom nível, trabalhando muito e fazendo excelentes treinos. Mesmo os que não estão jogando se apresentam iguais aos que vêm atuando”, declarou. Para o jogo desta terça-feira, o grande problema da Argentina é a ausência de Aguero, que sofreu uma lesão muscular na coxa esquerda e está vetado pelo departamento médico. Apesar de o treinador ter feito mistério, Lavezzi deve ser o substituto.

Se a Argentina está atenta para evitar erros, a Suíça tem ainda mais motivos para se preocupar. Na primeira fase, apesar de ter vencido Equador e Honduras para conseguir a classificação, os suíços foram goleados por 5 a 2 pela França.

"Enviados do Papa" já preveem Argentina nas quartas; veja:

“Estamos aumentando nosso nível. Nós sofremos alguns gols da França e isso nos fez perceber o que acontecia. Contra Honduras, nós nos liberamos e foi a confirmação de que estamos no caminho certo. Sabemos que temos de aumentar nosso nível agora e só podemos chegar de igual para igual se cada jogador se doar ainda mais. Tenho certeza de que podemos fazer isso”, comentou o técnico Ottmar Hitzfeld.

Se eliminar a Argentina, a Suíça alcançará as quartas de final pela primeira vez desde 1954. Além disso, Hitzfeld anunciou que vai se aposentar depois desta Copa. Portanto, se cair nesta terça, o treinador se despedirá do futebol em São Paulo. Para tentar adiar, o técnico adotou estratégia idêntica a do adversário e também não quis revelar a escalação para a partida.

Mesmo com suspense, Hitzfeld deve repetir a escalação usada na vitória contra Honduras, na última rodada da fase de grupos. Já no banco de reservas, a seleção não poderá contar com o atacante Mario Gavranovic, que sofreu rompimento dos ligamentos cruzados do joelho direito e está fora da Copa.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade