0

Problemas com Adriano e Petkovic isolam Cuca no Flamengo

11 jun 2009
10h06
atualizado às 10h31

A ausência de Adriano do treino de terça-feira foi apenas o estopim para uma crise que pode estourar no domingo, caso o Flamengo não vença o Coritiba. O técnico Cuca, que teve de engolir novamente as desculpas do atacante - que reapareceu ontem -, e a vista grossa dos dirigentes rubro-negros com as estripulias do astro, está cada vez mais isolado no clube.

» Botafoguenses perguntam: "cadê Reinaldo?"
» Adriano põe regalias em xeque no futebol carioca
» Vasco faz amistoso contra Nicarágua em São Januário
» Flamengo diz que Adriano treinará no feriado

Prova disso foi ontem o pedido de demissão do preparador físico Riva Carli, que se transferiu para o Atlético-PR. Riva era um dos pilares da comissão técnica de Cuca, mas vinha batendo de frente com os jogadores desde a pré-temporada, em Teresópolis. Recentemente, o ex-preparador físico rubro-negro chegou a discutir com Juan num treino, causando uma crise no clube.

Além de perder um aliado, Cuca está muito contrariado com as ausências seguidas de Adriano dos treinamentos e também não conta com o apoio de boa parte do elenco. O treinador é amigo pessoal de Kléber Leite, mas o técnico deixa transparecer para todos sua insatisfação com a insubordinação no clube. Principalmente após a contratação de Petkovic sem o seu aval.

Kléber Leite tentou colocar panos quentes ontem na crise rubro-negra. "Não acredito que o Cuca esteja se sentindo mal no Flamengo. Pelo contrário, ele dá toda pinta que vá permanecer até o fim do ano", disse o dirigente, explicando a nova ausência de Adriano. "Ele foi intimado a ir a uma audiência e poderia até ser preso se não fosse. Portanto, a falta dele foi justificada", disse.

Sobre as fotos de manhã, na praia, Adriano alegou aos dirigentes que não eram de terça-feira, mas de outro dia. O jogador não treinou ontem com bola, mas fez exatamente os mesmo exercícios e até os exames que os jogadores realizaram no dia anterior.

Adriano não teve vergonha nem de tirar a camisa, mostrando que já está voltando à velha forma. Enquanto o Imperador dava voltas no campo, o time que venceu o coletivo foi escalado no 3-5-2, com Welinton, Ronaldo Angelim e Fabrício na zaga, Everton Silva (no lugar de Léo Moura, poupado), Toró, Ibson, Juan e Éverton no meio, e Josiel e Aleílson na frente.

Indisciplina de Adriano tem incomodado Cuca, cada vez mais sozinho no Fla
Indisciplina de Adriano tem incomodado Cuca, cada vez mais sozinho no Fla
Foto: Agência Lance
O Dia O Dia - © Copyright Editora O Dia S.A. - Para reprodução deste conteúdo, contate a Agência O Dia.
publicidade