0

De gerações e estilos diferentes, Sánchez e Igor Gomes são os armadores do clássico

16 nov 2019
08h08
atualizado às 08h08
  • separator
  • 0
  • comentários

Neste sábado, Santos e São Paulo se enfrentam na Vila Belmiro, às 17h, em partida válida pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. Vivendo momentos opostos na competição, as duas equipes contam com jogadores fundamentais para a armação e funcionamento do meio-campo: Carlos Sánchez e Igor Gomes.

Apesar de terem funções semelhantes em seus respectivos times, os jogadores são de gerações distintas, já que 14 anos separam-nos. Enquanto Sánchez colabora com sua experiência acumulada internacionalmente, Igor Gomes provê grande parte da vitalidade do meio-campo do Tricolor.

(Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)
(Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)
Foto: Gazeta Esportiva

Sob novo comando, o camisa 26 passou a ser mais utilizado e com o tempo ganhou espaço fixo no time titular. Igor assumiu o papel mais avançado do meio-campo, no esquema 4-3-3 de Diniz, sendo o jogador mais agudo da faixa central, que liga a articulação feita pelos dois volantes com a linha de ataque.

O meia jogou nas últimas nove partidas do Tricolor, sendo as últimas quatro como titular. No período, foram dois gols, contra o Fortaleza e Atlético-MG, e uma assistência, também contra o Galo. "Temos que ganhar o clássico, não há outro resultado que podemos pensar. Independentemente de tudo o que acontece, temos que esquecer e focar no que vem pela frente", disse o jovem em entrevista realizada durante a semana.

No momento, o Santos é o terceiro colocado do Campeonato Brasileiro, com 64 pontos conquistados. Enquanto isso, o São Paulo está na quinta posição da competição, com 52 pontos somados.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade