5 eventos ao vivo

Atlético-MG bate Corinthians e garante vaga na Série A

Resultado no Independência também complica busca da equipe paulistana por uma vaga na Copa Libertadores

1 dez 2019
20h26
atualizado às 21h16
  • separator
  • 0
  • comentários

O Atlético-MG derrotou o Corinthians por 2 a 1, neste domingo, no Independência, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro e confirmou sua permanência da Série A, eliminando qualquer risco de rebaixamento. Com a vitória, o time mineiro chega aos 45 pontos, e não pode mais ser superado pelo Cruzeiro, que joga nesta segunda-feira contra o Vasco, em São Januário.

O Corinthians fica estagnado nos 53 pontos, na oitava colocação, e precisa de mais três pontos para não depender de outros resultados e se garantir na Copa Libertadores do próximo ano. A diferença, para Fortaleza e Goiás, nono e décimo, respectivamente, é de quatro pontos, mas esses dois times têm mais vitórias que o Corinthians: 14 a 13.

Patric vibra com o 2º gol do Atlético-mg,partida válida pela 36º rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena Independência, em Belo Horizonte 01/12/2019. ( Foto: GLEDSTON TAVARES / FRAMEPHOTO / GAZETA PRESS )
Patric vibra com o 2º gol do Atlético-mg,partida válida pela 36º rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena Independência, em Belo Horizonte 01/12/2019. ( Foto: GLEDSTON TAVARES / FRAMEPHOTO / GAZETA PRESS )
Foto: GLEDSTON TAVARES/FramePhoto/Gazeta Press / Gazeta Press

Cazares abriu o placar para o Atlético no primeiro tempo. No minuto seguinte, Janderson empatou o confronto. Na etapa final, Fábio Santos, de pênalti, com a intervenção do VAR, deu números finais ao jogo. Com o resultado positivo, o Atlético-MG encerra um jejum de quatro partidas sem vitórias (três empates e uma derrota). O Corinthians sofre o revés após a vitória sobre o Avaí.

Na 37ª rodada, o Atlético-MG recebe o Botafogo, quarta-feira, no Mineirão. No mesmo dia, o Corinthians faz outro jogo como visitante: desta vez encara o Ceará, no Castelão, em Fortaleza. Uma vitória garante o time paulista na fase preliminar da Copa Libertadores do ano que vem. Em caso de empate ou derrota, a decisão ficará para a última rodada, quando recebe o Fluminense, na Arena de Itaquera.

O Corinthians começou o primeiro tempo com a mesma estratégia adotada na derrota para o Botafogo: velocidade no setor ofensivo, marcação sob pressão já no campo defensivo do Atlético-MG e transição rápida entre defesa e ataque. A reação do time mineiro foi imediata. Pressionado, se aproveitou dos espaços deixados pela defesa corintiana e contra-atacou com perigo. Chegou a balançar as redes com Rever, aos 11, mas o gol foi anulado devido ao impedimento de Di Santo.

Com o jogo aberto e franco, o primeiro gol não demorou a sair no Independência. Aos 18, Cazares recebeu passe de Marquinhos quase na marca de pênalti e acertou o ângulo do goleiro Cássio, que nem se mexeu no lance, marcando seu 41º gol com a camisa alvinegra.

No minuto seguinte, enquanto a torcida do Atlético ainda comemorava a vantagem parcial, o Corinthians empatou o confronto com Janderson, que se aproveitou da defesa parcial de Cleiton, após conclusão de Gustavo, e acertou um belo chute, também no ângulo.

Após os dois gols a partida caiu de intensidade e qualidade técnica e só voltou a ter lances de emoção minutos finais da etapa inicial, quando o Atlético-MG perdeu duas boas chances. Primeiro com Marquinhos, que obrigou Cássio a fazer boa defesa. Depois, foi a vez de Jair, que acertou o travessão corintiano.

O Corinthians chegou a marcar o segundo gol aos 46, novamente com Janderson, após receber cruzamento de Fagner pela direita, mas o árbitro anulou marcando corretamente o impedimento.

No segundo tempo a partida continuou disputada, mas as chances de gols diminuíram. Satisfeito com o empate como visitante, o Corinthians foi mais prudente. O Atlético não encontrou espaços na defesa adversária.

O confronto caminhava para o empate até que, aos 28, o time mineiro ficou em vantagem novamente. Janderson, que fazia uma grande partida, perdeu a bola para Cazares dentro da área e cometeu falta. Pênalti confirmado pelo VAR e que Fábio Santos marcou, acertando o canto esquerdo de Cássio, que saltou para o outro lado.

No final da partida, nem mesmo a queda de energia de alguns refletores no Independência foi capaz de paralisar a partida. O Corinthians se lançou ao ataque com três atacantes (Gustavo, Boselli e Love), mas não chegou à igualdade.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-MG 2 x 1 CORINTHIANS

ATLÉTICO-MG - Cleiton; Patric, Igor Rabello, Réver e Fábio Santos; Jair (Otero), José Welison, Luan, Cazares (Ramon Martínez) e Marquinhos; Di Santo (Leonardo Silva). Técnico: Vagner Mancini.

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Manoel, Gil e Carlos Augusto; Gabriel, Júnior Urso (Boselli), Janderson (Vagner Love), Pedrinho e Clayson (Mateus Vital); Gustavo. Técnico: Dyego Coelho.

GOLS - Cazares, aos 18 e Janderson, aos 19 minutos do 1º tempo. Fábio Santos, aos 28 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Patric e Fábio Santos (Atlético-MG); Gustavo (Corinthians).

ÁRBITRO - Paulo Roberto Alves Júnior (PR).

RENDA - R$ 149.295,00.

PÚBLICO - 18.062 torcedores.

LOCAL - Independência, em Belo Horizonte (MG)

Veja também:

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade