0

Apesar da derrota, defesas providenciais credenciam atuação de Cho Hyun-woo

18 jun 2018
11h42
atualizado às 11h45
  • separator
  • 0
  • comentários

A estreia de Suécia e Coreia do Sul na Copa do Mundo da Rússia não foi daquelas que empolgaram pelo aspecto técnico, tático, por craques em campo ou pelo placar final elástico. Se a grande maioria desses pontos torna difícil encontrar soluções, a falta de gols tem uma explicação e ela passa pelo nome de Cho Hyun-woo. Apesar da derrota, o goleiro sul-coreano teve grande atuação e foi o responsável pelo placar mínimo.

Quando um arqueiro sai de campo escolhido como o melhor jogador da partida diz muito a postura de sua equipe. Depois de um começo até animador, tendo a bola e o controle da partida, a Coreia viu a Suécia mudar o panorama e passar a assustar com alguma frequência. Para isso, estava lá Cho Hyun-woo.

A primeira aparição do camisa 23 foi apenas aos 19 minutos de jogo, quando se agigantou diante de Berg, que dentro da pequena área arrematou para a intervenção. Quando a defesa não aparecia para evitar o tento sueco, o goleiro fazia sua parte, como aos 42, quando fechou o ângulo e obrigou o atacante adversário a cruzar ao invés de tentar a conclusão.

Foi no segundo tempo que Cho Hyun-woo fez a "defesa do jogo". Logo aos 10 minutos, esperou debaixo da meta o cabeceio firme de Toivonen e promoveu mais uma intervenção providencial. Apesar da atuação expressiva, acabou vendo Granqvist balançar as redes em cobrança de pênalti. Mesmo assim, manteve o alto nível para conter alguns contra-ataques suecos.

Se na estreia Hyun-woo trabalhou bastante, a tendência é de que suje ainda mais a camisa nos dois outros jogos da fase de grupos. No próximo sábado, o adversário é o México comandado por Juan Carlos Osorio, com um ataque que já se mostrou muito veloz e dinâmico. A missão final do arqueiro será nada mais, nada menos, que os atuais campeões mundiais. Dia 27 de junho, a Coreia mede forças com a Alemanha.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade