0

Primo de vítima do incêndio, atleta da Ponte se emociona após vitória

Volante Nathan lamenta morte do zagueiro Pablo Henrique, de 14 anos, que estava no CT do Flamengo

9 fev 2019
22h30
atualizado às 22h30
  • separator
  • comentários

O volante Nathan, da Ponte Preta, participou da vitória por 1 a 0 sobre o São Paulo, na noite deste sábado, pela sexta rodada do Campeonato Paulista. Após a partida, muito emocionado, ele falou a respeito da morte do primo, Pablo Henrique, de 14 anos, uma das dez vítimas do incêndio de sexta-feira no alojamento das categorias de base do Flamengo.

"Foi um momento difícil, pois estava indo para o treino quando recebi a notícia. Não deu para acreditar, fiquei abalado. A minha família deu total suporte pra eu seguir aqui. Meus companheiros, a comissão técnica. Tive de ser muito forte, muito frio nesse momento, nessa perda um grande primo", disse o atleta, em entrevista ao canal Premiere, que transmitiu a partida.

"Ele estava em busca dos seus sonhos para dar um conforto melhor à família dele, alcançar os objetivos que tinha. É um momento muito delicado para a nossa família. Agora, estou indo pra lá dar suporte aos pais, à irma dele, à nossa família. Acho que é um dos momentos mais difíceis, só a gente sabe o que a gente passa", continuou.

Outro parente da família também joga futebol. Trata-se do zagueiro Werley, do Vasco, que inclusive foi o primeiro familiar a comparecer ao Instituto Médico Legal (IML) do Rio de Janeiro, na sexta, para reconhecer o corpo de Pablo. O defensor era também o agente do garoto e exemplo profissional. Pablo Henrique sonhava em ser zagueiro e estava no Flamengo desde o ano passado.

O garoto foi enterrado na tarde deste sábado no Cemitério Municipal São Miguel, em Oliveira, cidade localizada no Centro-Oeste de Minas Gerais.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade