PUBLICIDADE

Neymar lamenta revés, parabeniza palmeirenses e perde aposta

Atacante do PSG terá que pagar jantar para companheiro de seleção brasileira Gabriel Jesus

31 jan 2021 00h54
| atualizado às 08h40
ver comentários
Publicidade

Personagem fora de campo da decisão da Copa Libertadores por ter declarado torcida pelo Santos, embora tenha sido palmeirense na infância, Neymar não deixou de se manifestar após a final. Após o time alviverde derrotar o alvinegro por 1 a 0, neste sábado, no Maracanã, buscou demonstrar apoio aos atletas da equipe pela qual deu seus primeiros passos no futebol.

Em vídeo postado no instagram de Leandro Paredes, colega de PSG, Neymar aparece com raiva após o gol do Palmeiras na final da Libertadores
Em vídeo postado no instagram de Leandro Paredes, colega de PSG, Neymar aparece com raiva após o gol do Palmeiras na final da Libertadores
Foto: Reprodução / Instagram / Estadão

"Parabéns aos atletas do Santos por terem chegado na final. Infelizmente, não foi dessa vez, Santos. Faz parte, grupo muito bom. Já fizeram história", escreveu Neymar, em publicação no seu perfil no Twitter.

O atacante do Paris Saint-Germain também tratou de valorizar a conquista do Palmeiras, apontando a importância de um clube brasileiro vencer a Libertadores. "Parabéns ao Palmeiras pelo título. É muito importante para o futebol brasileiro essa taça seguir no nosso país", comentou.

Além disso, Neymar destacou que vários amigos foram campeões pelo Palmeiras. "Estou p... que o Santos perdeu, mas é muito legal ver amigos felizes (Lucas lima, Weverton, Felipe Melo e Gustavo Gomez)", acrescentou.

Imagens registradas pelo volante Paredes, companheiro de Neymar no PSG, mostram o atacante acompanhando o jogo vestido com a camisa do Santos. E lamentando o gol marcado por Breno Lopes, que deu o título ao Palmeiras, nos instantes finais da decisão.

A final também rendeu a perda de uma aposta a Neymar, de um jantar para o atacante Gabriel Jesus, seu companheiro de equipe na seleção brasileira e que iniciou a sua carreira na seleção brasileira.

Estadão
Publicidade
Publicidade