PUBLICIDADE
Logo do Corinthians

Corinthians

Favoritar Time

Corinthians vence Cruzeiro e é tricampeão da Supercopa feminina do Brasil

Com gol de Duda Sampaio, as Brabas fazem 1 a 0 para explosão da Fiel na Neo Química Arena

18 fev 2024 - 12h40
(atualizado às 12h48)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Mauro Horita/Cruzeiro - Legenda: Cruzeiro luta muito, mas o Corinthians leva a melhor na final da Supercopa / Jogada10

Neste domingo, 18, na Neo Química Arena, o Corinthians sagrou-se tricampeão ao Supercopa do Brasil Feminina. Na final, derrotou o Cruzeiro por 1 a 0, com gol de Duda Sampaio, de falta, no início do segundo tempo. O jogo foi bastante equilibrado, principalmente no primeiro tempo, quando o Cruzeiro chegou a fazer um gol com Byanca Brasil, mas anulado por impedimento no início da jogada.  No final do segundo tempo, o Cruzeiro lamentou um segundo gol anulado, novamente de Byanca Brasil.

Com a conquista, o Corinthians segue como único campeão dessa competição. Já o Cruzeiro, pela primeira vez, chegou à final. As Brabas continuam com o status de campeãs de tudo no Brasil.

Equilíbrio no primeiro tempo

O Cruzeiro surpreendeu as favoritas. Afinal, em plena Neo Química Arena e com pressão de mais de 33 mil torcedores do Corinthians, as cruzeirenses dominaram, tiveram as três primeiras boas oportunidades, incluindo um gol de Byanca Brasil, anulado por impedimento de milímetros no início da jogada. Aos poucos, o Corinthians passou a dominar. Mas não foi eficaz nas finalizações.

Corinthians marca e é campeão

Na etapa final, o Corinthians chegou ao gol logo aos dois minutos. Assim, Jaque Ribeiro, na ponta esquerda, deu um lençol de letra sensacional e acabou sofrendo falta em seguida. Então, Duda Sampaio cobrou de forma oportunista. Afinal, todos imaginavam um cruzamento (era quase um escanteio), mas ela mandou direto para o gol. Brabas 1 a 0.

Dessa maneira, o Corinthians passou a dominar, tendo as melhores chances. Mandou uma na trave, num chute de Gabi Portilho, e Vicky Albuquerque acertou uma bicicleta que obrigou a goleira Taty a uma boa defesa.

Aos 41 minutos ocorreu o lance mais polêmico do jogo. Byanca Brasil recebeu pela esquerda, saiu da marcação de Belinha e chutou para fazer um golaço, empatando para o Cruzeiro. Porém, após três minutos de VAR, a árbitra Deborah Cecília anulou o tento. É que, ao driblar a lateral, a bola bateu no braço da cruzeirense. Assim, era o segundo gol anulado da equipe mineira.

CORINTHIANS 1X0 CRUZEIRO

Supercopa feminina do Brasil - Final

Data: 18/2/2024

Local: Arena Neo Química, São Paulo (SP)

Público: 33.424

CORINTHIANS: Kemelli; Belinha, Tarciane, Mariza e Yasmin; Juliana Ferreira (Yaya, 28'/2ºT), Duda Sampaio, Gabi Zanotti (Vicky Albuquerque, 28'/2ºT) e Gabi Portilho (Eudmilla, 46'/2ºT); Jaque Ribeiro (Fernanda, 46'/2T) e Millene (Jheniffer, 35'/2ºT). Técnico: Lucas Piccinato

CRUZEIRO: Taty Amaro; Limpia, Camila Ambrósio, Victoria Calhau e Ana Clara (Isa Fernandes, 38'/2ºT); Paloma Maciel (Gaby Soares, 19'/2ºT), Rafa Andrade (Rebeca, 38'/2ºT), Maii Maii (Mari Pires, 19'/2ºT) e Fabíola (Tipa, 46'/2º T); Byanca Brasil e Marília. Técnico: Jonas Urias

Gols: Duda Sampaio, 2'/2ºT (1-0)

Árbitro: Deborah Cecília Correia

Auxiliares: Roberta Costa e Maira Moreira

Cartões amarelos: Belinha (COR),  Ana Clara e Isa (CRU)

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Publicidade