PUBLICIDADE

Caio Ribeiro e Bradesco se entendem e encerram briga judicial de R$ 3,4 milhões

Antes, a defesa do comentarista do Grupo Globo chegou a apelar à Justiça para que o ex-jogador não tivesse os bens bloqueados enquanto não quitasse a dívida

27 out 2021 12h12
| atualizado às 12h45
ver comentários
Publicidade

O impasse judicial entre Caio Ribeiro e Bradesco chegou ao fim. Segundo informou o 'Uol', o acordo sobre a dívida de R$ 3,4 milhões do comentarista do Grupo Globo com o banco prevê a consolidação da propriedade de um imóvel em favor da empresa. Em caso de inadimplência, um apartamento do jogador, avaliado, segundo advogados de Caio, em R$ 4,5 milhões, se consolida com o credor e a dívida seria extinta.

Caio Ribeiro é comentarista do Grupo Globo (Foto: Reprodução/TV Globo)
Caio Ribeiro é comentarista do Grupo Globo (Foto: Reprodução/TV Globo)
Foto: Lance!

Como publicou o 'Uol, o Bradesco pediu à Justiça de São Paulo que encerasse o processo. Assim, o juiz Eduardo Moeller deu fim ao impasse, visto que a dívida foi colocada sob jurisdição do imóvel. As partes ainda serão responsáveis por seus próprios custos advocatícios.

Segundo advogados do Bradesco, a dívida foi contraída em abril de 2018. O banco concedeu um empréstimo no valor de R$ 3 milhões. No contrato, a partir de maio de 2018, Caio Ribeiro concluiria o pagamento em 360 meses (30 anos). Ainda segundo a empresa, o comentarista alegou problemas financeiros e renegociou sua dívida.

Lance!
Publicidade
Publicidade