PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

WEC: Porque não perder as 6 Horas de Imola

Imola recebe a segunda etapa da temporada 2024 do FIA WEC e promete muitas emoções para o fã de automobilismo.

18 abr 2024 - 23h10
(atualizado às 23h37)
Compartilhar
Exibir comentários
Lamborghini e BMW: Os Hypercars estão de volta à ação.
Lamborghini e BMW: Os Hypercars estão de volta à ação.
Foto: Julien Defosse / DPPI / WEC

Após mais de um mês, o FIA WEC volta às pistas para a segunda etapa da temporada 2024. O principal campeonato mundial de Endurance chega ao Circuito Enzo e Dino Ferrari, em Ímola (Itália) para as 6 Horas de Imola. Normalmente, Monza é quem recebe o WEC. Mas por conta de uma série de obras de modernização no histórico circuito, o campeonato foi para a Emilia Romagna...

Mas Imola tem um firme histórico em relação aos protótipos. O circuito recebeu os GTs desde 1954, quando Umberto Magnoli venceu o GP de San Marino com uma Ferrari. Por um campeonato mundial, Imola recebeu as 3 Horas em 1965. Uma curiosidade é que Helmut Marko consta na lista de vencedores nos protótipos por ter vencido em 1971.

A última vitória da Ferrari nesta categoria aqui foi em 1972, com Arturo Merzário. Depois, Imola recebeu o mundial por mais 3 vezes, sendo a última em 1984, com a dupla Hans Joachin Stuck e Stefan Bellof levando os 1000 Quilômetros com um Porsche 956B.

Nos 500km de Imola em 1972, Ferrari à frente. Arturo Merzario (2) ganhou a prova
Nos 500km de Imola em 1972, Ferrari à frente. Arturo Merzario (2) ganhou a prova
Foto: Ferrari

Imola só voltou a receber uma corrida de protótipos em 2011, quando houve as 6 Horas como parte do calendário da Intercontinental Le Mans Cup (ILMC), embrião do atual WEC. Sebastian Bourdais e Anthony Davidson venceram com um Peugeot 908.

A expectativa para a prova é de que seja extremamente estratégica. Mesmo com as grandes alterações feitas ao longo dos últimos anos, a pista é estreita e não há uma área de ultrapassagem necessariamente longa (da Rivazza até a freada para a chicane da Tamburello), não é tão fácil para os carros mais rápidos abrirem caminho....

Ainda há um ponto interessante a ser considerado: a diferença de tempo dos LMGT3 para os Hypercar aqui é um pouco menor por conta das...zebras. Os GT3, por sua altura e maior cursos de suspensão, conseguem passar por cima delas. Já os Hypercars têm que contorná-las, o que os faz perder tempo...

E até aqui os pneus acabam por ter uma participação interessante. Por regulamento, não pode ter nenhum pré-aquecimento. A previsão do tempo para o final de semana é de temperatura baixa e até mesmo possibilidade de chuva durante a prova. A Michelin levará os compostos duros e médios para os Hypercars, enquanto a Good Year disponibiliza os médios para os LMGT3.

Os compostos que a Michelin disponibiliza para os Hypercars para Imola
Os compostos que a Michelin disponibiliza para os Hypercars para Imola
Foto: Michelin Motorsport

Para Imola, a grande novidade vem da Peugeot, com o 9X8 finalmente com aerofólio traseiro (falamos disso aqui). Mas também temos a Cadillac com somente dois pilotos (Alex Lynn e Earl Bamber) e Jules Gounon no lugar de Frederik Habsburg no Alpine #35 por conta do acidente sofrido pelo titular durante testes em Aragón.

Aproveitando a proximidade com a morte de 30 anos de Ayrton Senna, o autódromo tem uma série de sinais em relação ao piloto. E Nicolas Costa, brasileiro da United, correrá com um capacete especial lembrando ao utilizado por Senna, bem como seu patrocinador PRIO faz menção ao campeão.

Capacete especial em homenagem a Ayrton Senna que será usado por Nicolas Costa
Capacete especial em homenagem a Ayrton Senna que será usado por Nicolas Costa
Foto: McLaren Autosports / Divulgação

Claro que se espera uma grande festa por conta da presença da Ferrari e da Lamborghini entre os Hypercars e os GT3. Mas também há mais um fator de atração: Valentino Rossi, que anda no BMW 46 da WRT na LMGT3.

A Porsche chega como favorita entre os Hypercars após a vitória nos 1812km do Qatar. Mas o Balanço de Performance pode deixar muita coisa em aberto. Entre os LMGT3, o lastro de sucesso já entra em ação para os três primeiros colocados do Qatar, o que pode dar chance para um bom desempenho de Augusto Farfus na BMW e Nicolas Costa na McLaren.

As 6 Horas de Imola tem largada prevista para as 8 horas de domingo e poderão ser acompanhadas através do Esporte na Band (You Tube), Grande Prêmio (You Tube), app Band Play e o Site da Band. Além disso, o canal por assinatura Band Sports disponibilizará duas janelas durante sua programação: 11:00h até 12:25h e 13:30h até 14:30h.

Parabólica
Compartilhar
Publicidade
Publicidade