2 eventos ao vivo

Ticktum resiste a Lundgaard e vence primeira na F2 em Silverstone com vantagem mínima

Dan Ticktum viu Christian Lundgaard se aproximar com pneus novos e cruzou a linha de chegada com apenas 0s3 de vantagem. Foi a primeira vitória do britânico na F2. Felipe Drugovich foi o melhor brasileiro, terminando em sexto após sofrer com pneus

2 ago 2020
07h04
atualizado às 07h31
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Dan Ticktum fez bom uso da pole invertida para liderar em Silverstone
Dan Ticktum fez bom uso da pole invertida para liderar em Silverstone
Foto: Reprodução/TV / Grande Prêmio

O fim de semana da Fórmula 2 em Silverstone se encerrou neste domingo (2) com um novo vencedor inédito. Dan Ticktum fez uma prova livre de erros na corrida 2, sobrevivendo até mesma à forte pressão de Christian Lundgaard nas voltas finais para garantir o triunfo.

Ticktum parecia destinado a levar uma vitória até simples. Só que um safety-car com cinco voltas para o fim mudou tudo: Lundgaard aproveitou para fazer um pit-stop e completar a prova com pneus mais macios. O dinamarquês caiu para quinto e subiu para segundo, mas terminou apenas 0s3 atrás do vencedor.

Dan Ticktum resistiu à ofensiva final de Christian Lundgaard
Dan Ticktum resistiu à ofensiva final de Christian Lundgaard
Foto: Reprodução/TV / Grande Prêmio

O terceiro lugar coube a Louis Delétraz, que fez uma prova constante. Jehan Daruvala, que irritou a Carlin na corrida 1, conseguiu resultado melhor na corrida 2: quarto lugar, ultrapassando Nikita Mazepin na última curva. Felipe Drugovich, sofrendo com pneus, foi sexto. Nobuharu Matsushita e Jack Aitken fecharam a zona de pontos.

Para os outros brasileiros, a corrida foi novamente de resultados tímidos. Guilherme Samaia, sofrendo na F2, foi 15°. Pedro Piquet se manteve perto da zona de pontos, mas despencou para 17° no fim e segue zerado na temporada.

A primeira metade da corrida foi de pouca ação. Esse foi o panorama até a volta 16, quando Callum Ilott rodou sozinho enquanto andava em segundo. O motor morreu e o carro ficou parado na pista, exigindo o safety-car. Mais do que chacoalhar a prova, o incidente foi importante para o campeonato: Ilott não tirou proveito de fim de semana ruim de Robert Shwartzman, que também ficou em branco.

Shwartzman ainda lidera, com 81 pontos contra 73 de Ilott. Lundgaard subiu para terceiro com 69 e também começa a sonhar com título. Drugovich fica em oitavo na classificação com 45.

Callum Ilott rodou e mudou os rumos da prova
Callum Ilott rodou e mudou os rumos da prova
Foto: Reprodução/TV / Grande Prêmio

Saiba como foi a corrida 2 da Fórmula 2 em Silverstone

A largada correu de acordo com o previsto para o pole Dan Ticktum. Felipe Drugovich até partiu bem, mas não a ponto de ultrapassar o britânico. Nas curvas seguintes, o brasileiro deu bobeira e foi ultrapassado tanto por Christian Lundgaard quanto por Louis Delétraz.

Callum Ilott ficou em quinto, com Nikita Mazepin subindo para sexto. Guanyu Zhou e Mick Schumacher fechavam a zona de pontos. O safety-car virtual foi necessário brevemente enquanto os fiscais de pista recolhiam o carro de Yuki Tsunoda, que rodou e deixou o motor morrer na curva 3. O culpado pelo incidente foi Ilott, que recebeu punição de 5s.

A relargada foi simples para Ticktum, que logo tratou de abrir mais de 1s de vantagem sobre Lundgaard. O top-8 inteiro ficou estável nas voltas seguintes. Até mesmo Ilott, com pressa para passar Drugovich e compensar a punição de 5s, sofria para fazer uma manobra. Foi só na sétima volta que Callum apareceu em quarto.

A situação seguiu piorando para o brasileiro. Na volta seguinte, Mazepin e Zhou vieram ao mesmo tempo. O resultado foi uma excelente ultrapassagem dupla do chinês, que subiu de sétimo para quinto. Felipe, por sua vez, perdeu as duas posições.

Guanyu Zhou fez bela ultrapassagem dupla sobre Nikita Mazepin e Felipe Drugovich
Guanyu Zhou fez bela ultrapassagem dupla sobre Nikita Mazepin e Felipe Drugovich
Foto: Reprodução/TV / Grande Prêmio

Na altura da volta 12, o desgaste de pneus começava a virar um problema. Via rádio, diversos pilotos começavam a reclamar de perda de aderência. Até mesmo Dan Ticktum, que seguia liderando com 1s9 de vantagem sobre Lundgaard, tinha pneus visivelmente comprometidos.

Quem não sofria com isso era Ilott. Em quarto, o britânico não teve dificuldades para passar Delétraz. Pouco depois, repetiu a dose com Lundgaard. Só restava alcançar Ticktum, mas carregando o pesado fardo do acréscimo de 5s ao fim da prova.

Fardo ainda mais pesado viria na volta 16. Ilott se aproximava rapidamente de Ticktum, mas cometeu um erro capital: Callum rodou sozinho e deixou o motor morrer. Era fim de prova, com um golpe duro às chances de título. O safety-car foi necessário, o que mudou o panorama da prova.

Lundgaard aproveitou que os carros foram forçados a passar pelo pit-lane para fazer um pit-stop. A troca de pneus não é obrigatório na corrida 2, mas virou benéfica em uma prova de alto desgaste. O dinamarquês caiu de segundo para quinto, mas com a vantagem da aderência.

Lundgaard relargou já fazendo ultrapassagens. Na frente, Ticktum se preparava para o pior. Christian chegou ao segundo lugar na volta final, 1s atrás do líder. Mesmo assim, não deu: ao fim do giro, Dan assegurou a vitória com apenas 0s3 de vantagem.

Fórmula 2 2020, Silverstone, corrida 2:

1 D TICKTUM DAMS 21 voltas
2 C LUNDGAARD ART +0.376
3 L DELÉTRAZ Charouz +2.697
4 J DARUVALA Carlin +6.257
5 N MAZEPIN Hitech +6.483
6 F DRUGOVICH MP +8.459
7 N MATSUSHITA MP +8.956
8 J AITKEN Campos +9.782
9 G ZHOU UNI-Virtuosi +10.848
10 M ARMSTRONG ART +10.995
11 A MARKELOV HWA +17.417
12 M SATO Trident +18.643
13 R SHWARTZMAN Prema +22.320
14 M SCHUMACHER Prema +26.230
15 G SAMAIA Campos +28.531
16 R NISSANY Tirdent +31.974
17 P PIQUET Charouz +41.395
18 G ALESI HWA +1 volta
19 L GHIOTTO Hitech +2 voltas NC
20 S GELAEL DAMS +5 voltas NC
21 C ILOTT UNI-Virtuosi +7 voltas NC
22 Y TSUNODA Carlin +21 voltas NC

Veja também:

Saiba como está a preparação do Botafogo para a estreia do Brasileirão
Grande Prêmio
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade