PUBLICIDADE

Vettel lamenta incidentes em Jedá e reclama de Räikkönen por batida: "Deveria ter recuado"

Sebastian Vettel abandonou o GP da Arábia Saudita após se envolver em incidentes na corrida, e reclamou da postura adotada por Kimi Räikkönen em disputa na pista entre os dois ex-campeões

5 dez 2021 19h12
| atualizado às 19h15
ver comentários
Publicidade
Sebastian Vettel reclamou da postura de Kimi Räikkönen em disputa na Arábia Saudita que o tirou da corrida
Sebastian Vettel reclamou da postura de Kimi Räikkönen em disputa na Arábia Saudita que o tirou da corrida
Foto: Aston Martin / Grande Prêmio

F1 NA ARÁBIA: HAMILTON VENCE, VERSTAPPEN 2°: EMPATE NA DECISÃO | Briefing

Sebastian Vettel deixa o GP da Arábia Saudita, disputado neste domingo (05) com vitória de Lewis Hamilton, com sentimentos alternados em relação às fases da corrida. O piloto da Aston Martin largou apenas em 17º após uma péssima classificação, mas se viu na oportunidade de brigar pelos pontos após os diversos incidentes e paralisações da corrida. No entanto, ao longo da disputa, Vettel também acabou sendo envolvido em disputas com Yuki Tsunoda e Kimi Räikkönen, principalmente, que o fizeram abandonar a prova.

"Um jeito duro de terminar a corrida, e uma pena que tenhamos perdido a chance de brigar por pontos propriamente", lamentou Vettel após a corrida. "As coisas estavam indo bem na primeira parte da corrida. Tendo começado em 17º, estávamos conseguindo chegar aos pontos após as relargadas", explicou o tetracampeão mundial pela Red Bull entre 2010 e 2013.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Sebastian Vettel não teve um dia de sorte na Arábia Saudita e acabou por abandonar a corrida (Foto: Aston Martin)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Vettel relembrou o início de seus problemas na corrida de Jedá, quando Tsunoda acertou a Aston Martin do alemão em tentativa de ultrapassagem na primeira curva do traçado. Os dois foram parar fora da pista — o japonês precisou abandonar —, e Sebastian perdeu duas posições para os carros da Ferrari.

"Eu estava andando à frente das Ferrari, mas não tínhamos o ritmo mais forte hoje e estávamos sob pressão", admitiu. "Yuki [Tsunoda] me acertou na primeira chicane, o que me derrubou no pelotão", disse Vettel, lamentando a perda de dois postos para os carros de Charles Leclerc e Carlos Sainz, que vinham disputando posição logo atrás.

Em seguida, o piloto alemão se envolveu em toque com a Alfa Romeo de Räikkönen, em lance no qual nenhum dos pilotos quis recuar o carro e acabaram se encostando, com Vettel levando a pior ao bater na parede do circuito. Na opinião do alemão, o experiente piloto da equipe de Hinwill deveria ter dado mais espaço para o AMR21 de Vettel.

"Então, tive o incidente com Kimi [Räikkönen], o que destruiu completamente minha corrida", reclamou o alemão, que via peças se soltando do carro da Aston Martin após o entrevero com o finlandês. "Eu tinha a posição na pista e não existia espaço para dois carros naquela curva, então acho que Kimi deveria ter recuado", encerrou.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade