PUBLICIDADE

Nada Sutil: ex-piloto da F1 bate e destrói edição limitada da McLaren Senna LM

Adrian Sutil destruiu um dos 20 modelos existentes no mundo, hipercarro avaliado em cerca de R$ 8,3 milhões. Ainda não se sabem as circunstâncias da batida

27 jul 2020 14h08
| atualizado às 19h56
ver comentários
Publicidade
Sutil aparentava tranquilidade após o acidente
Sutil aparentava tranquilidade após o acidente
Foto: Grande Prêmio

Desde que deixou a Fórmula 1, o paradeiro de Adrian Sutil se tornou um verdadeiro mistério. Pois o ex-piloto se tornou notícia neste fim de semana, mas não por um bom motivo: em Mônaco, sofreu um forte acidente e destruiu sua McLaren Senna LM.

O alemão de 37 anos fez parte do grid da principal categoria do automobilismo mundial entre os anos de 2006 e 2014 - entretanto, ficou de fora de 2012 por problemas judiciais após ter se envolvido em uma briga e ameaçado Éric Lux, sócio da Renault, com uma garrafa quebrada. Em todas as temporadas, jamais alcançou um pódio.

Depois que deixou a F1, pouco se soube do paradeiro de Sutil. No fim de semana, o piloto perdeu o controle do hipercarro e acertou com força em um poste, destruindo a dianteira. O modelo da McLaren é bastante exclusivo e só existem outras 19 ao redor do mundo.

O carro, com valor aproximado de R$ 8,3 mi, tem motor V8 4L e atinge mais de 825 cv. Ainda não se sabe as circunstâncias da batida ou se Sutil se machucou de alguma maneira. Inclusive, o alemão teve sorte, pois evitou de cair em um barranco.

Após o acidente, o ex-Spyker, Force India e Sauber foi visto sentado tranquilamente em uma mureta ao lado do carro.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade