PUBLICIDADE

Magnussen diz que pressão diminuiu em retorno à Fórmula 1: "Era muito assustador"

Kevin Magnussen detalhou que colocava muita responsabilidade em seus próprios ombros e que agora aproveita muito mais a Fórmula 1 após ficar um ano fora do grid

29 jan 2023 - 11h46
Compartilhar
Exibir comentários
Magnussen reencontrou felicidade na Fórmula 1
Magnussen reencontrou felicidade na Fórmula 1
Foto: AFP / Grande Prêmio

Kevin Magnussen teve um ano completamente maluco em 2022. Fora da Fórmula 1 há um ano, o dinamarquês foi chamado às pressas para substituir o russo Nikita Mazepin na Haas. O resultado foi surpreendente: Magnussen anotou um quinto lugar logo na primeira corrida no Bahrein e ainda foi coroado com sua primeira pole-position no GP de São Paulo. A grande diferença para o piloto de 30 anos foi uma mudança em sua mentalidade que aliviou a pressão sobre si mesmo.

"A maior pressão é minha própria expectativa. Desde criança, eu via a vida sendo apenas a Fórmula 1 e chegar ao topo do esporte. Eu pensava que ser campeão mundial da Fórmula 1 era a maior conquista que você poderia ter na vida, o que agora percebi não é o caso. Isso tirou um pouco da pressão e foi uma coisa muito positiva. Agora, eu na realidade aproveito muito mais a Fórmula 1″, afirmou Kevin.

Relacionadas

Alonso destaca energia e motivação da Aston Martin: "Atmosfera muito especial"
Comissão de Ética vê plágio "inequívoco e recorrente" ao GRANDE PRÊMIO e pune jornalistas do Estadão
Do choro de Hamilton ao 'migué' de Wolff. Isso muda na F1 2023? | WGP

"Quando eu tinha aquela mentalidade antiga, sempre parecia muito assustador estar aqui por causa de toda aquela pressão de mim mesmo. Eu tinha medo de não ser capaz de alcançar a felicidade se não tivesse sucesso no esporte, o que obviamente é uma pressão muito grande. E depois há toda a pressão de todos. Este esporte é uma competição muito dura em muitos aspectos", contou o dinamarquês.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Kevin Magnussen e Guenther Steiner tiveram parceria de sucesso em 2022
Kevin Magnussen e Guenther Steiner tiveram parceria de sucesso em 2022
Foto: Haas F1 Team / Grande Prêmio

Além do ano sabático fora da Fórmula 1, Magnussen também se tornou pai durante o período, algo que mudou sua visão sobre a vida e suas prioridades. Tudo isso tirou um enorme peso de seus ombros e agora o faz aproveitar mais seu tempo na principal categoria do automobilismo.

"Então, acho que para mim, na verdade, foi positivo. Ouvi muitas pessoas brincarem que custa um décimo ou dois quando você se torna pai, mas certamente não é o caso. Acho que é o contrário. Não há mais esse grande peso nos meus ombros. É claro que eu ainda tenho grandes expectativas para mim e grandes ambições, mas é diferente. Está tudo bem, esse tipo de coisa. Estou feliz", ressaltou Kevin.

Magnussen e a Haas voltam às pistas no dia 5 de março, quando a Fórmula 1 iniciará a temporada de 2023 no GP do Bahrein. Antes disso, a categoria realiza os testes coletivos de pré-temporada entre os dias 23 e 25 de fevereiro, também no circuito de Sakhir.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

Grande Prêmio
Compartilhar
Publicidade
Publicidade