PUBLICIDADE

Bottas revela ajuda e elogia "modo de trabalho dominante" de Hamilton na Fórmula 1

Piloto da Alfa Romeo em 2022, Valtteri Bottas reconheceu liderança de Lewis Hamilton na Mercedes e revelou ajuda ao heptacampeão com ajustes de carro em classificações

13 jan 2022 04h17
| atualizado às 07h50
ver comentários
Publicidade
Valtteri Bottas e Lewis Hamilton foram parceiros na Mercedes de 2017 a 2021
Valtteri Bottas e Lewis Hamilton foram parceiros na Mercedes de 2017 a 2021
Foto: Mercedes / Grande Prêmio

OS PILOTOS QUE METERAM BEDELHO ONDE NÃO FORAM CHAMADOS

Valtteri Bottas deixou a Mercedes no final de 2021 após cinco anos de contribuição ao time alemão e cinco conquistas do Mundial de Construtores. Agora, o finlandês parte para um novo desafio na Alfa Romeo, aonde terá a responsabilidade de liderar a equipe que terá o único estreante da Fórmula 1 em 2022: o chinês Guanyu Zhou. No entanto, o piloto ainda precisa constantemente responder perguntas sobre o ex-parceiro de equipe, Lewis Hamilton, e rasgou elogios ao britânico heptacampeão mundial.

"Estive em uma posição em que passei a conhecer Lewis muito bem como ser humano também, e não só como campeão de F1, e entendi que ele merece totalmente tudo que conquistou", disse o finlandês ao site GPFans. "Ele tem o talento, mas ele sabe usar isso e trabalha muito duro", completou.

Bottas ainda comentou a forma com que Hamilton leva a vida, uma maneira pouco tradicional entre os pilotos da Fórmula 1, que preferem se manter reclusos nos momentos de lazer. Lewis, por outro lado, constantemente marca presença em desfiles de moda em Nova York e participou ativamente, em 2020, nas ruas, de manifestações antirracistas em Londres.

Valtteri Bottas conversa com Frédéric Vasseur, seu chefe de equipe na Alfa Romeo (Foto: Alfa Romeo)

"Obviamente, seu estilo de vida também é diferente, de um jeito que ele pode estar em Nova York apenas um dia antes do final de semana de corrida, sei lá, fazendo outras coisas", explicou. "Mas quando ele está em seu modo de trabalho e de F1, ele não deixa nenhuma distração para trás e está sempre trabalhando a fundo com a equipe", afirmou.

Desde 2013 na Mercedes, Hamilton já desempenha um papel forte de liderança na equipe, e Bottas reconheceu ser difícil desafiar alguém que já venceu seis Mundiais de Pilotos pela escuderia. No entanto, conforme adiantado pelo chefe da Alfa Romeo, Frédéric Vasseur, será justamente este o papel de Valtteri na equipe de Hinwil em 2022.

"Sinto que nos últimos anos ele esteve mais em um papel de liderança, e para mim foi difícil tentar esse papel porque ele está aqui há mais tempo e foi muito dominante na maneira como trabalha com a equipe", salientou Bottas. "E também no acerto do carro, aprendi algumas coisas, mas também em muitas outras situações", disse.

Hamilton não se pronunciou ainda desde que perdeu o título da F1 para Verstappen (Foto: Mark Thompson/Getty Images)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Por fim, Bottas ressaltou que a contribuição entre os pilotos não acontecia em via de mão única, já que Hamilton recorreu à ajuda do finlandês em diversas ocasiões. Entretanto, o dono do carro #77 não deixou de destacar mais uma das grandes qualidades do britânico em sua opinião: a capacidade de obter altas velocidades sem degradar de maneira excessiva seus pneus.

"Em muitas vezes ele teve que copiar meu acerto no último momento da classificação", revelou. "Gerenciamento dos pneus é uma de suas grandes forças em qualquer condição, ele sempre encontra um jeito de estender um stint. Esse ritmo com o gerenciamento talvez tenha sido a maior diferença entre mim e Lewis, e ele teve consistência nesses aspectos", encerrou.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade