0

Felipe Massa critica falta de segurança na Fórmula Indy

'Podemos dizer que a F1 está sempre tentando melhorar e a IndyCar não está fazendo muito', escreveu o brasileiro nas redes sociais

27 ago 2018
12h41
atualizado às 14h20
  • separator
  • comentários

Um grave acidente marcou as 300 milhas de Pocono, válidas pela 14ª etapa da atual temporada da Fórmula Indy, há pouco mais de uma semana. Robert Wickens se envolveu em um choque com Ryan Hunter-Reay, colidiu de maneira forte com o muro lateral e acabou sofrendo múltiplas fraturas em seu corpo. O acontecimento levantou questionamentos a respeito da segurança dos pilotos na categoria, e Felipe Massa foi o último a se manifestar sobre o assunto.

"Quando você vê todos os acidentes que acontecem na F1 e na IndyCar nos últimos anos, podemos dizer que a F1 está sempre tentando melhorar (com o halo, mudanças nas pistas, Safety Car Virtual e etc para melhorar a segurança) e a IndyCar não está fazendo muito…", escreveu o ex-piloto da Fórmula 1 em uma de suas redes sociais.

O argumento utilizado pelo brasileiro se sustenta pelo acidente ocorrido neste domingo (26), durante o Grande Prêmio da Bélgica da F1. Logo após a largada, Hulkenberg não freou na curva, bateu em Alonso, cujo carro por pouco não atingiu Leclerc. O francês só não sofreu nenhum tipo de lesão grave na cabeça porque acabou sendo salvo pelo halo, a mais nova medida de segurança instalada nos carros da categoria.

Felipe Massa criticou a ausência de mudanças nas medidas de segurança da Fórmula Indy
Felipe Massa criticou a ausência de mudanças nas medidas de segurança da Fórmula Indy
Foto: Julian Finney / Getty Images

"É inacreditável ver um circuito como o de Pocono, com velocidade média em torno de 360 km/h, com os muros tão baixos assim e com as cercas. São muito, muito perigosas para a segurança!!! Desculpe dizer isso, mas eles precisam providenciar a segurança dos pilotos…", completou.

Neste final de semana, a Schmidt Peterson Motorsports, equipe de Robert Wickens na Indy, publicou um comunicado oficial informando o quadro atual do piloto, que segue internado em recuperação, mas agora já respira sem aparelhos e fala normalmente com a família. O canadense ainda não tem previsão para voltar às pistas.

"Pela primeira vez após o seu acidente no dia 19 de agosto em Pocono, o piloto da Schmidt Peterson Motorsports, Robert Wickens, está respirando sem ajuda de aparelhos e falando com a família. A família de Robert e toda a organização da SPM estão muito contentes em compartilhar esta informação e desejar a todos um evento seguro nesta noite em St. Louis".

Confira abaixo o vídeo do acidente de Robert Wickens na Indy:

Veja também:

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade