PUBLICIDADE

Wimbledon: Anderson bate Isner em semifinal de 6h36

13 jul 2018 16h22
| atualizado às 16h39
ver comentários
Publicidade

Foi um caso de antes tarde do que nunca, nesta sexta-feira, quando Kevin Anderson chegou à sua primeira final em Wimbledon com um placar de 7-6 (6), 6-7 (5), 6-7 (9), 6-4 e 26-24 sobre John Isner, em jogo de seis horas e 36 minutos, a mais longa semifinal individual do All England Club.

Kevin Anderson comemora vitória em Wimbledon
 13/7/2018     REUTERS/Tony O'Brien
Kevin Anderson comemora vitória em Wimbledon 13/7/2018 REUTERS/Tony O'Brien
Foto: Reuters

Jogando contra Isner, que é conhecido no folclore de Wimbledon por vencer o "jogo sem fim" - 11 horas e cinco minutos contra Nicolas Mahut em 2010, - Anderson precisou de cinco sets para derrubar o norte-americano e se tornar o primeiro sul-africano a chegar à decisão de Wimbledon em 97 anos.

O confronto entre dois tenistas altos contou com três tie-breaks e 102 poderosos aces, mas foi o sul-africano de 32 anos quem deu o golpe de nocaute.

O oitavo cabeça-de-chave enfrentará o bicampeão Rafael Nadal ou o tri Novak Djokovic na final de domingo (15). Brian Norton havia sido o último sul-africano a chegar à final, em 1921.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade