0

Tenha mais impacto na sua fala e seja mais inspirador

A demanda por saberes que vão além do conhecimento técnico é ainda mais evidente. Por isso, o texto de hoje será essencial na vida.

17 fev 2020
08h00
atualizado em 18/2/2020 às 17h19
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Speaker, tudo bem?

Com o passar do tempo – e o progresso em nossa vida profissional –, a demanda por saberes que vão além do conhecimento técnico é ainda mais evidente.

Ao assumirmos cargos de gestão e liderança, ascendendo a setores da nossa empresa ou investindo em um negócio próprio, é indispensável saber ser inspirador para os demais. Senão, ao não conseguir nos comunicar com as pessoas ao nosso redor, estaremos tirando o brilho da nossa própria fala.

Por essas e outras razões, dar mais impacto ao que dizemos (e, com isso, ser alguém mais inspirador) é essencial. Mas como fazer isso? Veja algumas dicas aqui. Boa leitura!

Foto: Livia Bello / The Speaker

- Evite falar sobre o “mais do mesmo”

Você, com certeza, já ouviu a expressão “mais do mesmo”, certo? Ela faz referência à repetição de clichês. Dito isso, um dos elementos centrais de alguém que tem impacto na própria fala é a capacidade de trazer algo novo para os demais, de falar sobre temas interessantes e mostrar abordagens criativas sobre determinado assunto.

Nesse sentido, é importante valorizar experiências e saberes que estão além do conhecimento técnico. Assistir a filmes “lado B”, ler livros interessantes, fazer viagens que fujam do roteiro, conversar com pessoas que têm estilos de vida diferentes do seu... Em suma, é acrescentar à sua bagagem cultural e, assim, ter um leque amplo do que falar.

- Organize o seu raciocínio

Não basta ter o que falar se não soubermos nos organizar. Afinal, as pessoas nos entenderão desde que tenhamos um pensamento estruturado, que nossas ideias estejam relacionadas entre si e que exista uma linha de raciocínio por trás da nossa narrativa.

Ao contrário do que muita gente imagina, ter um raciocínio organizado também é algo que se aprende e se aprimora. Se você nota, em si mesmo, uma dificuldade na hora de estruturar ideias, comece a realizar algumas práticas, como a do mapa mental. Com o tempo, verá as diferenças em suas relações pessoais e profissionais, principalmente em situações de exposição de fala.

- Delimite o número de lições ou ensinamentos

Uma dica muito válida para situações de exposição de fala, como uma apresentação em público, é dizer, logo ao princípio, o que será abordado durante a exposição oral, limitando o número de ensinamentos ou lições que você quer transmitir (se esse for o caso).

Por exemplo: você quer contar para o seu público o que aprendeu durante um curso no exterior, diga, no começo da sua fala, “Três lições que aprendi no curso tal”. É importante dizer quantas experiências você irá compartilhar e que não seja um número muito extenso. É uma forma de tornar a sua fala mais atrativa para um público que, como sabemos, é cada vez mais apressado e, por vezes, impaciente.

- Saiba contar uma boa história

Para dar mais impacto à sua fala, saber contar uma boa história é fundamental. Tanto é assim que, a cada dia, cresce o número de profissionais de gestão e liderança que buscam alternativas para serem melhores narradores.

Um discurso quadrado, por assim dizer, repleto de números, dados e extremamente objetivo, já não é mais funcional. Hoje, as relações sociais e profissionais mudaram e é preciso adequar o nosso discurso para que sejamos inspiradores.

Contar uma história, independentemente do contexto, é uma maneira muito eficiente de reter a atenção da nossa audiência, de organizar o nosso próprio raciocínio e, com tudo isso, fazer com que nossa fala tenha mais impacto e seja realmente inspiradora para aqueles que a escutam.

- Ouvir os demais

Para impulsionar o nosso próprio discurso, ouvir as pessoas com atenção é uma ferramenta que faz toda a diferença. Pode parecer controverso, já que estamos discutindo estratégias para dar mais impacto à nossa própria fala. No entanto, entender aqueles com quem dialogamos é o caminho mais eficaz para encontrar formas de persuadir, comover e inspirar essas pessoas.

Ouvir os demais, prestando atenção em seus argumentos e modos de pensar é parte importantíssima do processo comunicativo. Bons comunicadores são, antes de mais nada, bons ouvintes. Lembre-se disso!

 

Fonte:

https://www.thespeaker.com.br/oratoria-profissional-sucesso/

Veja também:

BC corta Selic para 3% ao ano
The Speaker
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade