0

Vale e governo mineiro não chegam a acordo sobre Brumadinho

Secretário-geral da administração estadual falou sobre o fracasso das negociações

21 jan 2021
16h55
atualizado às 16h57
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Vale e o governo de Minas Gerais não chegaram a um acordo global sobre reparações pelo desastre de Brumadinho e as negociações estão encerradas, disse nesta quinta-feira o secretário-geral da administração estadual, Mateus Simões.

Capacete de funcionário da Vale após o desastre de Brumadinho (MG) 
13/02/2019
REUTERS/Washington Alves
Capacete de funcionário da Vale após o desastre de Brumadinho (MG) 13/02/2019 REUTERS/Washington Alves
Foto: Reuters

"Estamos saindo da última audiência de mediação com a Vale, última porque não haverá uma nova audiência", afirmou ele.

"No entanto, foi dado um prazo de uma semana para que a Vale possa apresentar uma nova proposta de valor. É o momento de a Vale agir com responsabilidade, agir com dignidade e reparar os danos que foram causados", acrescentou o secretário.

Com isso, segundo ele, um processo em que o governo estadual e outras autoridades pedem reparações à companhia deverá voltar a tramitar na primeira instância a partir do início de fevereiro, aguardando sentença.

"Tenho certeza de que a Justiça ainda assim prevalecerá... esse acordo será celebrado, nós ainda temos uma janela para que ele efetivamente se celebre, como maior acordo da história do Brasil. Ou a condenação chegará como a maior da história do Brasil", disse Simões. "Nós não vamos nos lançar em um leilão para definir o valor".

Não foi possível contato imediato com representantes da Vale.

Veja também:

Devido a superlotação UPA Brasília está com ambulatório temporariamente fechado
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade