PUBLICIDADE

Tecnologia para gestão financeira ajuda PMEs a crescerem 

Economia de tempo com automatização de tarefas pode chegar a mais de 300 horas mensais em trabalhos antes feitos via tabela de Excel

16 nov 2023 - 06h00
Compartilhar
Exibir comentários
Gonzalo Parejo, cofundador e CEO da Kamino
Gonzalo Parejo, cofundador e CEO da Kamino
Foto: Luciano Alves / Divulgação

Manter um negócio de sucesso em crescimento é um desafio para os empreendedores brasileiros. Apesar do talento inegável para criar novas oportunidades no mercado, eles continuam a enfrentar enormes ineficiências decorrentes de processos executados manualmente, com produtos e serviços inadequados, burocracia e a falta de dados financeiros e comerciais confiáveis. Isso torna ainda mais difícil a tomada de decisões estratégicas e táticas para direcionar a empresa da melhor maneira. 

Com o avanço tecnológico, o mercado tem sido transformado pela disponibilidade de soluções que automatizam processos financeiros rotineiros e fornecem insights valiosos para aprimorar a gestão financeira. Essas soluções fazem uso de tecnologias como inteligência artificial, aprendizado de máquina e análise de dados.

Dados da pesquisa Transformação Digital para MPMEs, da Microsoft, realizada em novembro de 2022 com 312 líderes e tomadores de decisão de micro, pequenas e médias empresas brasileiras em diversos setores da economia apontam que 98% dos entrevistados que têm negócios em transformação digital, reconhecem o impacto positivo de contar com ferramentas e softwares para o desenvolvimento de seus empreendimentos, especialmente após a corrida para ampliar a adoção de tecnologia nos três últimos anos, processo impulsionado pela pandemia de Covid-19.

Uma questão de gestão

“Estamos vivenciando algo que há algumas décadas parecia impensável, graças ao avanço da transformação digital. Hoje, a tecnologia pode economizar mais de 300 horas por mês em tarefas que costumavam ser executadas de maneira quase artesanal, principalmente por meio de planilhas do Excel. Além da economia óbvia de tempo, a análise mais eficiente impulsiona o crescimento sustentável das empresas”, explica Gonzalo Parejo, CEO e cofundador da Kamino, plataforma de gestão de gastos empresariais.

Para qualquer empresa, é fundamental ter uma gestão e visibilidade clara da saída de recursos, de forma integrada. Quando o recorte é entre iniciativas de pequeno e médio porte, isso pode representar o impulso para um movimento de escalada. 

“Investir em ferramentas que não apenas aprimoram a gestão financeira empresarial, mas também fornecem insights para uma previsão mais precisa do cenário, pode capacitar as empresas a direcionar recursos para as iniciativas que maximizam as vendas e a rentabilidade do negócio”, acredita Parejo.

Força das PMEs na Economia

As PMEs foram responsáveis por 73% do total de vagas de trabalho criadas em agosto, maior volume de todo ano de 2023, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). Com potencial para crescer e gerar empregos, contar com uma gestão financeira eficiente pode ser um diferencial de mercado para o segmento.

“O Brasil conta com um mercado com forte demanda e potencial, mas precisa avançar em pautas sobre como apoiar o setor e reduzir a burocracia na gestão de empresas de todos os tamanhos, principalmente as PMEs que, embora representem cerca de 99% das empresas no Brasil, ainda contribuem com menos de 30% para o PIB (Produto Interno Bruto). Em países mais desenvolvidos da Europa, por exemplo, empresas deste porte superam 50% das riquezas. É possível fazer mais e melhor e para isso uma gestão eficiente é fundamental para o crescimento”, finaliza. 

(*) HOMEWORK inspira transformação no mundo do trabalho, nos negócios, na sociedade. É criação da Compasso, agência de conteúdo e conexão.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Publicidade