0

Secretaria da Agricultura aprova aporte de R$ 15 milhões para subvenção via Feap

13 nov 2019
13h52
  • separator
  • 0
  • comentários

São Paulo, 13 - O secretário de Agricultura de São Paulo, Gustavo Diniz Junqueira, autorizou a liberação de um aporte de R$ 15 milhões para subvenção do Prêmio de Seguro Rural aos produtores do Estado, por meio do Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista (Feap). Somados aos R$ 35,5 milhões que foram liberados durante o ano, o montante total de R$ 50,5 milhões é o maior valor já disponibilizado pelo governo paulista para essa finalidade, destacou a secretaria em nota.

O limite de subvenção é de R$ 25 mil por beneficiário e o prêmio de seguro rural não prioriza região ou cultura específica; qualquer produtor pode solicitar.

As modalidades disponíveis para contratação são: pecuária (avicultura de corte, avicultura de postura, bovinocultura de corte, bovinocultura de leite, bubalinocultura, caprinocultura, ovinocultura e suinocultura); florestal (eucalipto, pinus, seringueira e demais espécies florestais nativas e exóticas); aquícola (piscicultura, malacocultura, carcinocultura e ficocultura); e agrícola, que está subdividida entre riscos climáticos e sanitários.

Os riscos climáticos da categoria agrícola contempla os cultivos de abacate, abacaxi, abóbora, abobrinha, acerola, agrião, alface, algodão, alho, ameixa, amendoim, arroz, atemoia, banana, batata, berinjela, beterraba, café, cana-de-açúcar, canola, caqui, cebola, cebolinha, cenoura, cevada, cherimóia, chuchu, coentro, couve, couve-flor, ervilha, escarola, feijão, figo, gengibre, girassol, goiaba, kiwi, laranja, lichia, lima ácida, limão, maçã, mamão, mamona, mandioca, manga, maracujá, melancia, melão, mexerica, milho, milho safrinha, moranga, morango, nectarina, pepino, pera, pêssego, pimentão, pinha, quiabo, repolho, rúcula, salsa, soja, sorgo, tangerina, tomate, trigo, triticale, uva e vagem.

Já os riscos sanitários estão disponíveis para produtores de laranja, lima ácida, limão, mexerica e tangerina.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade