PUBLICIDADE

Guedes diz que bancos brasileiros querem afetar eleições

O ministro da Economia disse que instituições financeiras 'tentam interferir' quando fazem previsões sobre um cenário desafiador ao Brasil

23 nov 2021 23h56
| atualizado em 24/11/2021 às 08h15
ver comentários
Publicidade
Paulo Guedes, ministro da Economia de Jair Bolsonaro
Paulo Guedes, ministro da Economia de Jair Bolsonaro
Foto: José Cruz/ Agência Brasil / Estadão

O ministro da Economia, Paulo Guedes, criticou os bancos brasileiros ao jornal Financial Times e disse que as instituições financeiras estão "tentando afetar" a eleição do ano que vem, na qual o presidente Jair Bolsonaro deve tentar um segundo mandato. Para Guedes, os bancos fazem isso quando preveem um cenário desafiador ao Brasil, com a perspectiva dos juros altos inibirem o crescimento econômico.

"É claro que (os bancos) estão errados. Ou estão errados ou são politicamente militantes. Eles estão tentando afetar a eleição... Eles ainda não aceitaram a eleição de Bolsonaro", afirmou o ministro.

Para ele, é mais provável que o Brasil tenha algum crescimento e inflação resiliente em 2022 do que inflação mais baixa e nenhum crescimento.

Guedes reiterou que os críticos à gestão econômica têm errado consistentemente suas previsões. "Vamos voltar a surpreender o mundo", disse Guedes, pouco depois de regressar de uma missão comercial e de investimentos ao Golfo Pérsico. "Não estou me gabando do Brasil, estou apenas dizendo que vocês sempre nos subestimaram."

 

Estadão
Publicidade
Publicidade