PUBLICIDADE

Esquenta BBB: o que aprendemos com Gil do Vigor sobre finanças?

Com uma das passagens mais importantes do BBB 21, o economista Gil do Vigor trouxe muitos ensinamentos para o público. Confira os 3 principais!

14 abr 2022 21h07
ver comentários
Publicidade
Logo após sua saída do BBB, Gil do Vigor ganhou um quadro no 'Mais Você' para falar de economia doméstica
Logo após sua saída do BBB, Gil do Vigor ganhou um quadro no 'Mais Você' para falar de economia doméstica
Foto: Mauricio Fidalgo/Globo / Finanças e Empreendedorismo

Finalmente chegamos ao Big Day! Hoje, a partir da tarde, acontece a divulgação da lista de participantes da edição 22 do Big Brother Brasil (BBB). Mas, enquanto ainda não sabemos, que tal relembrar um personagem importante, como Gil do Vigor?

Participante da edição de 2021, Gil do Vigor foi muito além do entretenimento. Doutor em Economia formado pela Universidade Federal do Pernambuco (UFPE), durante o programa ele ainda conquistou a tão sonhada vaga em seu PhD dos sonhos, na UC Davis, universidade pública da Califórnia, nos Estados Unidos.

De um jeito simplificado e que cativou o público, Gil era um dos principais cotados para vencer o BBB. O participante ficou em 4º lugar na competição geral, mas sua trajetória não parou por aí. Gil do Vigor viajou para cumprir seu PhD e ainda ganhou um quadro no Mais Você, programa de Ana Maria Braga. 

Assim como seu bordão ao longo do programa, o quadro possui o nome "Tá Lascado!" e dá dicas de economia doméstica para o público que assiste ao programa matinal. Separamos algumas das dicas dadas por Gil do Vigor para economizar e aprender a vigorar. Preparado? Então continue a leitura!

1. Guarde dinheiro de acordo com a sua realidade

Há quem utilize e acredite em fórmulas prontas para guardar dinheiro no fim do mês. No entanto, Gil do Vigor reforça que não existe uma receita de bolo para poupar. Nesse sentido, o importante é guardar dinheiro conforme sua realidade.

"Não tem como eu dizer quantos por cento da sua renda você vai guardar. Vai depender dos seus custos básicos. Por exemplo, aluguel, luz, internet. São bens de primeira necessidade, para o seu trabalho, para viver. Então pense em quanto por cento da sua renda foi gasto nessas prioridades." - Gil do Vigor no Mais Você.

Por isso, não se sinta culpado caso não consiga guardar dinheiro no momento ou ainda, que a quantia que você consegue guardar por mês não seja muito significativa. O importante é fazer um esforço para conseguir. E se não conseguir, tente se planejar financeiramente para esse momento, pois ele é essencial em emergências.

2. Evite gastar sem planejamento!

Em período de alta da inflação, é necessário agir com cautela e evitar dívidas. Principalmente porque a taxa básica de juros também está alta. Em outras palavras, isso quer dizer que, em caso de endividamento, vai ficar ainda mais caro de se livrar dessa situação por conta das taxas de empréstimos e outros serviços financeiros.

Por isso, se for possível, guarde dinheiro em vez de gastar nesse momento. Gil do Vigor já fez alertas quanto a situação atual:

"No momento de incertezas que estamos vivendo, principalmente em relação à economia, é mais importante juntar para comprar, em vez de fazer dívidas."

3. Pense também na "cachorrada"

Outro bordão do ex-BBB que virou meme nas redes sociais é o "cachorrada". Contudo, aplicada para as finanças, a palavra quer dizer algo que você goste. E isso pode ser desde uma saída para se divertir, quanto um dinheiro para viajar, por exemplo. 

Afinal, depois de tanto trabalho, você também precisa de um pouco de diversão, não é verdade? Pois é. E desse assunto, Gil do Vigor entende bem! 

"Deixe um dinheiro reservado para uma emergência, mas também para realizar um sonho, para fazer uma viagem, comprar um bem".

Então, não deixe de sonhar. Estabeleça suas metas a curto, médio e longo prazo e avalie o que é possível fazer para alcançá-la.

Com informações de FinanceOne.

Finanças e Empreendedorismo
Publicidade
Publicidade