PUBLICIDADE

Expansão de serviços da China perde força em novembro, segundo PMI do Caixin/Markit

3 dez 2021 07h36
ver comentários
Publicidade

A atividade do setor de serviços da China expandiu a um ritmo mais lento em novembro em meio ao aumento das pressões inflacionárias e pequenos surtos de Covid-19, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do Caixin/Markit.

Fábrica da Xunxi, afiliada da gigante de e-commerce da China Alibaba
1/11/2020. 
REUTERS/Aly Song/File Photo
Fábrica da Xunxi, afiliada da gigante de e-commerce da China Alibaba 1/11/2020. REUTERS/Aly Song/File Photo
Foto: Reuters

O PMI do Caixin/Markit caiu a 52,1 em novembro de 53,8 em outubro, mas permaneceu acima da marca de 50 que separa crescimento de contração.

A leitura da pesquisa privada, que foca mais em pequenas empresas em regiões costeiras, acompanhou a do levantamento oficial, que também mostrou perda de força da expansão no setor de serviços.

O subíndice de novos negócios avançou, mas no ritmo mais fraco desde agosto. Mas as expectativas das empresas melhoraram em relação ao mês anterior.

O PMI Composto do Caixin para novembro, que reúne tanto o setor industrial quanto o de serviços, caiu a 51,2 de 51,5 no mês anterior.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade