PUBLICIDADE

"Encorajada" por dados recentes, diretora do Fed prevê corte nos juros ainda este ano

18 jun 2024 - 15h03
Compartilhar
Exibir comentários

A inflação está exibindo sinais encorajadores de arrefecimento, disse a diretora do Federal Reserve Adriana Kugler nesta terça-feira e, embora as pressões de preço ainda estejam muito altas, enquanto as condições econômicas continuarem a se mover na "direção certa", será apropriado cortar a taxa básica de juros ainda este ano.

Fachada da sede do Federal Reserve em Washington
31/07/2013
REUTERS/Jonathan Ernst
Fachada da sede do Federal Reserve em Washington 31/07/2013 REUTERS/Jonathan Ernst
Foto: Reuters

Embora seja necessário mais progresso para levar a inflação de volta à meta de 2% do Fed, "acredito que as condições econômicas estejam se movendo na direção certa", disse Kugler em um discurso intitulado "Algumas razões para o otimismo em relação à inflação".

"Se a economia evoluir como espero, provavelmente será apropriado começar a flexibilizar a política monetária ainda este ano", disse Kugler, que descreveu a atual definição da taxa de juros do Fed como "suficientemente restritiva" para desacelerar a atividade e reduzir a inflação.

Na reunião de política monetária da semana passada, autoridades do Fed mantiveram a taxa de juros de referência na faixa de 5,25% a 5,50% e reduziram as projeções de cortes esperados neste ano para um, em comparação com os três previstos em março.

"No momento em que estou aqui hoje, a inflação continua muito alta, mas estou animada com o progresso e a trajetória geral. Os dados recentes sobre a economia e a inflação também me dão um otimismo cauteloso de que estamos no caminho certo e fazendo progressos contínuos" em direção à meta de inflação de 2% do Fed, disse Kugler, que falou publicamente pela última vez sobre as perspectivas econômicas e políticas há mais de dois meses.

"Esse progresso pode ter sido interrompido nos primeiros três meses do ano, mas as informações desde então sobre a atividade econômica, o mercado de trabalho e a inflação apontam para um progresso renovado."

Kugler citou vários fatores sobre a inflação que estão apoiando seu otimismo, incluindo indicações de menores margens de lucro, mudanças de preços menos frequentes, expectativas de inflação estáveis e relatos de empresas de que os aumentos de preços estão se tornando mais difíceis de serem implementados à medida que os consumidores se tornam mais sensíveis aos preços".

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade