1 evento ao vivo

Dow Jones toca 27 mil pontos com decisão de Trump sobre descontos ajudando setor de saúde

11 jul 2019
12h09
  • separator
  • 0
  • comentários

O Dow Jones tocava 27 mil pontos pela primeira vez e o S&P 500 atingia máximas recordes nesta quinta-feira, impulsionados por ações de tecnologia e saúde, além das elevadas apostas de corte de juros após o depoimento do chairman do Federal Reserve, Jerome Powell.

Fachada da Bolsa de Valores de Nova York, em Manhattan
03/01/2019
 REUTERS/Shannon Stapleton
Fachada da Bolsa de Valores de Nova York, em Manhattan 03/01/2019 REUTERS/Shannon Stapleton
Foto: Reuters

Às 11:59 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,47%, a 26.986 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,046107%, a 2.994 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 0,01%, a 8.201 pontos.

Ações de seguradoras de saúde, incluindo a Cigna Corp e a UnitedHealth saltavam 13,74% e 4,74%, respectivamente, enquanto distribuidoras de medicamentos, tais como a McKesson Corp, subiam 3,85% após o governo do presidente Donald Trump retirar uma regra que visa eliminar descontos de medicamentos pelos planos de saúde Medicare.

O índice de saúde, que é o setor do S&P com pior desempenho neste ano, subiu 0,29%.

Powell, que começou seu segundo dia de depoimentos perante o Congresso, disse que o banco central estava pronto para "agir como apropriado" para apoiar o crescimento econômico recorde dos EUA.

As ações de tecnologia subiam 0,30%, proporcionando um grande impulso para os três princiais índices.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade