PUBLICIDADE

Alta de 0,75 p.p. nos juros em julho é "razoável", diz Evans, do Fed

22 jun 2022 16h01
ver comentários
Publicidade

O presidente do Federal Reserve de Chicago, Charles Evans, indicou nesta quarta-feira que provavelmente apoiará outro grande aumento da taxa de juros em julho, a menos que os dados de inflação melhorem, e sinalizou o risco de uma desaceleração porque o banco central dos Estados Unidos não pode fazer um "ajuste fino" da resposta da economia à elevação dos custos dos empréstimos.

Charles Evans, presidente do Fed de Chicago, em evento no México
27/2/2020
REUTERS/Edgard Garrido
Charles Evans, presidente do Fed de Chicago, em evento no México 27/2/2020 REUTERS/Edgard Garrido
Foto: Reuters

"Eu acho que, você sabe, 75 (pontos-base) é um lugar muito razoável para se ter uma discussão", disse Evans a repórteres após um pronunciamento em Cedar Rapids, Iowa, quando perguntado sobre sua perspectiva para a decisão de política monetária do Fed em julho. "Acho que 75 estaria em linha com as fortes preocupações contínuas sobre os dados de inflação não estarem em queda tão rápida quanto pensávamos."

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade